Kart

Piquet lidera primeiro treino do dia na Granja Viana. Mesmo com problemas, Scuderia Stratum GP evolui

A Piquet começou o dia da melhor maneira na Granja Viana. No primeiro ensaio livre da sexta-feira (30) para as 500 Milhas de Kart, o #30 fez o melhor tempo da tabela. Na Scuderia Stratum GP, apesar dos problemas persistirem, a equipe vê alguma evolução
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Marcio Simão e Gustavo Ariel (Foto: Emerson Santos)
A Piquet começou o dia com o pé direito na Granja Viana. Nesta sexta-feira (30), no primeiro ensaio da quente manhã no kartódromo, o #30 anotou o tempo de 54s233 para aparecer na primeira colocação da tabela.
 
Quem apareceu no segundo posto, com uma diferença de apenas 0s005 foi o kart #33 da mesma equipe, com o #444 da GS Hero D'Art, #8 da Locres G Drive e #319 da America Net / Car Racing fechando o top-5.
 
A Scuderia Stratum GP, que teve um primeiro dia com alguns problemas como troca de eixos, colunas de direção e motores, começa a mostrar alguma evolução, apesar de persistirem alguns problemas. Renato Ribeiro, chefe da equipe, relatou que durante a manhã não houve quebra de peças e os karts estão melhorando em relação a quinta-feira. Ainda, os pilotos já estão mais habituados.
Saulo Righi (Foto: Emerson Santos)
Com uma sessão de duração de duas horas, ambos os karts deram 80 voltas cada. Os pilotos que foram para a pista foram André Mansano, Elisson Gandolfo, Gustavo Ariel, Helio Junior, Márcio Simão, Saulo Righi e Sidney Rogério. O #5 marcou o tempo de 56s656 e o #44 virou 56s479.
 
Após o treino, Saulo Righi comentou como a telemetria foi fundamental para algum ganho na pista, mas pontuou como os motores ainda são um problema para a equipe e que o trabalho da tarde vai ser tentar resolver tudo para a classificação do sábado. “O treino hoje de manhã foi com temperatura bem mais alta do que ontem no mesmo horário, a gente esperava que o tempo fosse um pouco mais alto, mas isso não aconteceu, pois as equipes evoluíram bastante no acerto”, afirmou.
 
“Teve muita equipe trocando de motor, os caras rodaram tempos muito fortes, na casa dos 55s6, o que para a temperatura é razoavelmente forte. Ainda não estamos bem posicionados na nossa categoria, ainda estamos enfrentando problemas nos dois karts. O #44 trocou o motor, melhorou bastante, mas ainda não está no ponto certo, pois ele está antes do final da reta para de crescer”, continuou.
 
“O kart #5 está muito ruim de motor, vamos trocar, é praticamente certeza. A telemetria ajudou bastante, pois conseguimos ter ganhos na tocada em si melhorando o traçado e usando a volta do [Sergio] Jimenez de referência. Mas ainda estamos tomando 1s de motor, então não estamos conseguindo andar no mesmo ritmo que os caras. O trabalho da tarde vai ser de ainda encontrar acerto, resolver o problema do motor para amanhã estar pronto para a classificação”, encerrou.