Em 18ª edição, Mitsubishi Cup anuncia prova noturna como grande novidade para temporada 2017

Em sete etapas na temporada 2017, o rali cross-country de velocidade mais tradicional do Brasil vai ter novidades como rallycross, provas de endurance, corridas noturnas

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A temporada 2017 da Mitsubishi Cup começa logo no primeiro dia de abril. E a 18ª edição da competição apresentará alguns ingredientes inéditos para as duplas de pilotos e navegadores. Durante as sete etapas da temporada, os competidores enfrentarão provas de rallycross, etapas de endurance, especial noturna, além de uma prova de longa duração em um terródromo. 

 
"Preparamos inovações que vão proporcionar aos competidores experiências inesquecíveis, tornando a temporada ainda mais emocionante. Tenho certeza que o campeonato será muito disputado, com elementos que preparamos especialmente para o 18º aniversário do rali", disse Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors do Brasil.
 
Prova noturna 
 
A sintonia entre a dupla é essencial em qualquer rali, mas os navegadores da Mitsubishi Cup terão um desafio extra em 2017: guiar seus pilotos em uma prova noturna. 
 
"Essa será uma dos maiores novidades da temporada. Assim como nas outras etapas, os competidores disputarão três provas de aproximadamente 30 km, mas uma delas será realizada de noite", comentou Julianelli.
A temporada 2017 da Mitsubishi Cup promete novidades e emoções (Foto: Cadu Rolim/Mitsubishi)
Disputas lado a lado
 
Outra novidade do campeonato serão fins de semana com uma prova de rallycross na programação. Os pilotos percorrerão baterias em um trajeto de aproximadamente 1,3 km, que mesclará o asfalto do autódromo Velo Città com estradas de terra da região de Mogi Guaçu. 
 
"Nesse formato, os pilotos correm lado a lado e não contra o relógio, como acontece no rali cross-country de velocidade. Isso traz novos desafios para as duplas, que terão de concorrer em uma disputa direta", explicou Julianelli.
 
Nas duas etapas da temporada com provas de rallycross, serão realizadas também duas provas de cross-country no mesmo dia, em uma verdadeira maratona para as duplas. 
A Mitsubishi Cup atinge a maioridade em 2017 (Foto: Cadu Rolim/Mitsubishi)
Teste de resistência
 
As etapas da Mitsubishi Cup tradicionalmente contam com três provas de 30 km de extensão. Para a temporada 2017, a organização preparou uma surpresa para os competidores: uma etapa de endurance, com prova única de 90 km. 
 
"Neste tipo de prova, não há segunda chance. Qualquer erro pode custar pontos preciosos no campeonato. Por isso, mesmo que a quilometragem total da etapa seja a mesma, as duplas precisarão definir estratégias específicas para manter a concentração e buscar um bom resultado em provas com o triplo de duração.", falou.
 
Corrida no terródromo 
 
Outra novidade que fará sua estreia em 2017 será o endurance em terródromo. Em um trajeto de terra preparado especialmente para a Mitsubishi Cup, as duplas competirão lado a lado buscando a vitória em uma prova de longa duração.
PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube