Estreando ao lado de Gugelmin no Mundial de Rali Cross-country, Franciosi garante: “Vou vestir o ASX Racing”

Ao lado do navegador Gustavo Gugelmin, piloto disputa etapa do Mundial de Rali Cross-country e, pela primeira vez, estará a bordo do ASX Racing, prometendo que vai "vestir" o carro

Faltando poucos dias para a tão esperada estreia com o ASX Racing, o tricampeão do Rali dos Sertões na categoria Protótipos T1 só pensa em uma coisa: "a minha maior preocupação será vestir o carro. Só tem um problema sério, vou querer dormir dentro dele", brincou João Franciosi. "Vou ficar bastante tempo olhando para ele, é tudo diferente, tenho que aprender", completou.
 
Franciosi estará junto com a Equipe Mitsubishi Petrobras em Portugal e no Rali Dakar e terá a seu lado duas duplas com muita experiência: Guilherme Spinelli/Youssef Haddad e a luistana Carlos Sousa/Paulo Fiuza.
 
"Estou cuidando do meu preparo físico. O ASX Racing é diferente da L200 Triton SR que estou acostumado, e isso exige um condicionamento físico melhor. Estou contando os dias para sentar nesse carro", destacou Franciosi, piloto da Equipe Ralliart Brasil.
 
Graças a seu talento, João Franciosi fez uma rápida ascensão no rali cross-country. Apenas em sua segunda participação no Rali dos Sertões, foi campeão geral da prova com uma Mitsubishi L200 inscrita na categoria Super Production. É o único piloto na história da prova a conseguir esse feito. Além disso, em 11 participações, só não cruzou a linha de chegada em uma das etapas, sendo um dos únicos pilotos da história a ter uma marca tão expressiva na competição.
 
A estreia de Franciosi com o ASX Racing está marcada para o Baja Portalegre, a final do Campeonato Mundial de Rali Cross-country, nos dias 23 e 24 de outubro, em Portugal. 
 
"Essa prova será muito boa para pegar o ritmo. Não vou me preocupar em ir bem, e sim, em me adaptar ao carro, ter ele na mão. Depois disso, será possível ter melhores resultados. Andar rápido e preservar o carro, esse é o meu maior desafio", garantiu o piloto.
Equipe vai com tudo para o próximo Dakar (Foto: Marcelo Maragni)
Franciosi terá ao seu lado o navegador Gustavo Gugelmin, que retorna ao ASX Racing depois de ter disputado o Rali Dakar de 2014. 
 
"Já disputei essa prova quatro vezes. É uma competição que vou bem e sempre subi ao pódio. Me sinto bem confortável. As condições são bem parecidas com as que encontramos no Brasil. Vai ser um desafio novo andar com o Franciosi, ele é muito rápido. Queremos fazer um bom trabalho para ajudá-lo a chegar no limite do carro. Ajuda também o conhecimento que tenho do ASX Racing. Torna-se muito mais prático saber o funcionamento, toda a parte elétrica e tudo o que eu preciso para fazer uma boa navegação", explicou Gugelmin.
 
Em janeiro, o desafio será o Rali Dakar, a maior e mais desafiadora prova de rali do planeta. 
 
"Quando alguém entra no rali, já almeja estar no Dakar com um carro top. Depois de 11 anos de Rali dos Sertões, finalmente chegou o meu dia. Um alvo que vinha buscando há muito tempo e isso é muito gratificante", disse.
 
A prova terá largada em Buenos Aires e chegada em Rosario, ambos na Argentina. O percurso sofreu uma mudança inesperada no último mês após a saída do Peru. 
 
"Isso acaba nos favorecendo, pois teremos mais um tipo de solo com o qual estamos habituados. Nas dunas, há sempre um grande risco de, a qualquer momento, sair do rali, pela inexperiência que temos em andar em nesse tipo de piso", destacou.
 
"Mal durmo, só esperando o Dakar. Estou treinando a parte física, principalmente o fortalecimento coluna. Fiz um Dakar que não completei, então ficou um gostinho de quero mais. Queremos ajudar a equipe e terminar em uma ótima colocação", garantiu o navegador.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube