Varela encontra ritmo rumo a San Juán e chega ao oitavo lugar no Rali Dakar: “Deu tudo certo”

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin viveram um dia distinto do domingo, em que tiveram problemas. Para a dupla da Mitsubishi Petrobras, tudo funcionou muito bem


Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin conseguiram o décimo tempo na segunda etapa do Rali Dakar, na especial entre San Luís e San Rafael, e agora se encontram na oitava colocação da classificação geral. Para o piloto, a segunda-feira foi bastante proveitosa e distinta do domingo.
 
"Foi um dia muito bom para nós. O ASX se comportou muito bem e conseguimos andar em um ritmo forte. Tomamos cuidado para não cometer erros e deu tudo certo durante o trecho cronometrado", comemorou Reinaldo Varela. "Encaramos retas intermináveis! Foi totalmente diferente do primeiro dia", completou.
Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin evoluíram e aparecem no top-10 (Foto: Vinicius Branca/Equipe Mitsubishi Petrobras)
Para Gustavo Gugelmin, o maior desafio da etapa foram as grandes pedras que se encontravam no meio do trajeto. "Não tivemos nenhuma dificuldade significativa nas dunas, mas tivemos de tomar bastante cuidado com as grandes pedras nos leitos de rios secos que andamos. Conseguimos fazer um dia de rali limpo", contou. Agora, a dupla vai largar em uma posição melhor nesta terça-feira, com menos veículos a sua frente e com a possibilidade de andar mais rápido.
 
Guiga Spinelli e Youssef Haddad enfrentaram problemas durante o dia e terminaram na 20ª colocação. "Vínhamos muito bem na primeira parte da especial. Tivemos uma infelicidade na saída de um rio seco, caímos em uma erosão e capotamos", lamentou Guiga.
 
Mesmo com o imprevisto, a dupla conseguiu continuar a prova. "Desviramos o carro, esperamos o óleo baixar e seguimos na especial tomando bastante cuidado para completar a etapa em segurança. Mesmo com tudo isso, fizemos o 20º tempo e estamos em 17º na classificação geral. Amanhã é um novo dia, a equipe vai trabalhar para deixar o carro em ordem para a largada da próxima etapa", completou.
 
Na terceira etapa, os trechos com montanhas aparecem pela primeira vez no Dakar. "A prova será ainda mais difícil devido às chuvas que atingiram a região nos últimos dias. A organização cancelou uma parte da especial por causa do mau tempo. As informações que temos é que o piso estará bastante ruim, com muitas pedras e erosões. Atenção redobrada!", salientou Youssef sobre a especial que leva os pilotos a San Juán.
 
No trecho entre San Rafael e San Juan, a Equipe terá o Monte Aconcágua como plano de fundo. Uma paisagem que torna o terceiro dia do Rally Dakar ainda mais especial.

Mitsubishi

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube