Com duas mortes em um único dia, edição 2017 do TT da Ilha de Man registra três acidentes fatais

Jochem van den Hoek e Alan Bonner morreram em acidentes separados por horas. Com as duas fatalidades, a edição de 2017 do TT da Ilha de Man alcança o total de três mortes. Na história da corrida, 255 pessoas morreram

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Um único dia no perigosíssimo TT da Ilha de Man pode ser suficiente para uma tragédia acontecer. Ou duas: os pilotos Jochem van den Hoek e Alan Bonner morreram em dois acidentes diferentes, separados por apenas duas horas.
 
Hoek morreu em uma corrida se Superstock no perigoso circuito. O piloto perdeu controle ainda no início da disputa e recebeu cuidados logo após o impacto. Mesmo assim, o holandês morreu horas depois. Aos 28 anos de idade, Jochem fazia apenas sua segunda aparição na competição.
Jochem van den Hoek (Foto: Divulgação)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O acidente de Bonner veio durante uma volta de classificação para a classe TT Senior. O piloto de 33 anos tinha relativo sucesso na prova, chegando a alcançar o 15º lugar em 2014 – justamente seu ano de estreia. Irlandês, Alan é dono da volta mais rápida já registrada entre pilotos de seu país.
 
A primeira morte em Man aconteceu no domingo (2). A vítima foi o piloto britânico Davey Lambert.
 
Somando os números da edição de 2017, o TT da Ilha de Man alcança o total de 255 mortes ao longo de mais de 100 anos. A prova britânica é, com sobras, a mais letal do motociclismo.
 
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube