Casadei vê queda de Zannoni e vence corrida 1 de início tumultuado da MotoE na França

Pole-position da segunda etapa da MotoE 2022, Mattia Casadei venceu a corrida 1 do GP da França. Kevin Zannoni, que vinha em segundo, caiu na última volta

BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

De pole-position para vencedor da corrida 1 da MotoE no circuito de Le Mans. Mattia Casadei conseguiu se esquivar de quedas e das ameaças de Kevin Zannoni — que acabou caindo na última curva —, para garantir a vitória neste sábado (14) na França.

Com a queda do italiano, Dominique Aegerter herdou a segunda posição. Hikari Okubo, Matteo Ferrari e Herctor Garzó vieram logo atrás. Miquel Pons fechou as seis primeiras posições.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Mattia Casadei venceu a corrida 1 na França (Foto: MotoE)

O brasileiro Eric Granado não teve boa largada, acabou perdendo algumas posições, mas finalizou a prova em sétimo. Niccolo Canepa, Andrea Mantovani e Alex Escrig completam o top-10.

Com o resultado da corrida na França, Granado segue líder do campeonato, agora com 59 pontos, seis a mais do que Aegerter, o segundo na classificação da Copa do Mundo. Casadei tem o terceiro posto, diante de Matteo Ferrari, Pons e Okubo.

A largada da corrida 2 do ePrix da França de MotoE, em Le Mans, segunda etapa da temporada, acontece no domingo, às 10h30 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Saiba como foi a corrida 1 da MotoE em Le Mans:

A MotoE contou com uma largada tranquila, mas a bandeira amarela precisou ser acionada ainda nos primeiros metros, após uma queda de Jordi Torres na curva 3. O bicampeão da série elétrica caiu no meio do pelotão e chegou até a ser atingido por quem vinha atrás.

Quando as coisas acalmaram na França, Mattia Casadei tinha a liderança, mais de 0s5 à frente de Kevin Zannoni, o segundo colocado. Hikari Okubo vinha em terceiro, diante de Dominique Aegerter, Alex Escrig, Matteo Ferrari e Eric Granado, que vinha isolado em sétimo na primeira das oito voltas.

Quedas durante a primeira volta da corrida (Foto: MotoGP)

Ainda no início da corrida, Granado aproveitou um erro de Escrig para ganhar uma posição e assumir a sexta colocação, 4s atrás de Casadei, que ia cada vez mais isolado de Zannoni na liderança. Diferente do que aconteceu em Jerez, a diferença entre os pilotos só fazia aumentar.

Com cinco voltas para o fim, Marc Alcoba também caiu e abandonou a corrida. O espanhol não se feriu com gravidade, mas ficou mais do que irritado com incidente.

Acidentado no início da disputa, Torres foi levado ao centro médico de Le Mans para passar por exames. O espanhol chegou a ser atingido pela moto de Xavi Forés nos primeiros metros da corrida.

Enquanto isso, Escrig conseguiu se recompor e retomou o sexto posto de Granado, que agora era pressionado por Héctor Garzó. O piloto da Tech3 também não vinha sozinho e trazia Miquel Pons logo atrás. Eric ainda resistiu um pouco, mas caiu para oitavo após ser superado pelo #4.

Com três voltas para o fim, a vantagem de Casadei tinha ido para o espaço. O piloto da Pons agora tinha só 0s2 de margem para Zannoni, que tinha um bom respiro em relação a Okubo.

Eric Granado e Miquel Pons tiveram um toque nos metros finais (Vídeo: MotoGP)

Mais atrás, Escrig foi sancionado com uma volta longa, o que ajudaria Garzó, Pons e Granado, que tinha descido para nono depois de também ser superado pelo companheiro de LCR.

No penúltimo giro, Aegerter conseguiu tomar a terceira colocação de Okubo e tomou a última colocação do pódio. Nos metros finais, Zannoni aumentou a pressão em Casadei e fez algumas tentativas de ultrapassagem. Na curva 13, Kevin acabou caindo e não conseguiu completar, promovendo Aegerter ao segundo, diante de Okubo.

Perto da linha de chegada, Granado e Pons tiveram um toque, mas o espanhol recebeu a bandeirada à frente do companheiro de equipe.

LEIA TAMBÉM
Aprilia perde direito a concessões na MotoGP com pódio de Aleix Espargaró em Jerez
Suzuki quebra silêncio e diz que “discute com Dorna possibilidade” de deixar MotoGP em 22
Leopard assume interesse em ocupar vaga da Suzuki na MotoGP: “Ficaríamos muito felizes”
MotoGP modifica regra e permite motor extra após aumento de calendário para 21 corridas

MotoE 2022, GP da Espanha, Le Mans, Corrida 1:

1M CASADEIPons Racing13min54s9848 voltas
2D AEGERTERDynavolt Intact+0.826 
3H OKUBOAvant Ajo+1.223 
4M FERRARIFelo Gresini+1.701 
5H GARZÓTech3 E-racing+5.754 
6M PONSLCR E-Team+6.389 
7E GRANADOLCR E-Team+6.918 
8N CANEPAGRT RNF+7.108 
9A MANTOVANIWithU GRT RNF MotoE Team+8.584 
10A ESCRIGTech3 E-racing+8.713 
11X CARDELUSAvintia Esponsorama+10.395 
12X FORÉSOCTO Pramac+11.102 
13K MANFREDIOCTO Pramac+11.727 
14M HERRERAOpenbank Aspar+12.981 
15A FINELLOFelo Gresini+22.125 
16K ZANNONIOngetta Squadracorse+40.637 
17M ALCOBAOpenbank AsparAbandonou 
18J TORRESPons RacingAbandonou 
SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar