MotoGP muda regra e permite motor extra por calendário de 21 corridas

A FIM (Federação Internacional de Automobilismo) decidiu mudar uma regra importante da MotoGP: para calendários com mais de 21 corridas, será permitida a troca de oito motores por temporada

BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Por conta do calendário recheado da MotoGP 2022 — o maior da categoria, com 21 etapas —, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) decidiu mudar uma regra importante: a quantidade de motores permitida por temporada.

A justificativa da entidade se dá justamente pelo grande número de corridas. Em comunicado, há a explicação de que, no passado, num calendário mais enxuto, sete motores por temporada era o suficiente para cada equipe do grid. Contudo, agora, será permitido o uso de mais uma unidade de potência, ou seja, oito por ano — isso, vale ressaltar, se o campeonato tiver 21 ou mais etapas.

O BRASIL EM DUAS RODAS
Dez pilotos brasileiros para acompanhar nas categorias do exterior

Equipes terão ‘motor extra’ a partir da 19ª corrida (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Também é importante apontar que o ‘motor extra’ só poderá ser trocado a partir do 19º GP. E a regra também é distinta para equipes com concessões. Para exemplificar:

  • Quando o calendário tiver menos de 21 corridas, os fabricantes terão o máximo de sete motores na temporada (serão nove para fabricantes com concessões).
  • Quando o calendário tiver 21 ou mais corridas, os fabricantes terão o máximo de oito motores na temporada (10 para fabricantes com concessões).

A decisão foi tomada numa reunião realizada no último dia 8 de maio e assinada por Carmelo Ezpeleta (CEO da Dorna), Paul Duparc (FIM), Herve Poncharal (IRTA) e Biense Bierma (MSMA), além de Mike Trimby (IRTA) e Corrado Cecchinelli (Diretor de Tecnologia).

LEIA TAMBÉM
Bagnaia enfim acorda e põe tempero que faltava à temporada 2022 da MotoGP
Aprilia perde direito a concessões na MotoGP com pódio de Aleix Espargaró em Jerez
Suzuki quebra silêncio e diz que “discute com Dorna possibilidade” de deixar MotoGP em 22
Leopard assume interesse em ocupar vaga da Suzuki na MotoGP: “Ficaríamos muito felizes”

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar