Após recusa, Dovizioso aceita convite e testa Aprilia em Jerez em abril

O agora ex-piloto da Ducati vai testar o protótipo de Noale entre os dias 12 e 14 de abril. O italiano tinha recusado a aproximação da Aprilia

Marc Márquez ensaia seu retorno à MotoGP com teste com RC213V-S da Honda em Barcelona (Vídeo: Marc Márquez/Twitter)

Andrea Dovizioso aceitou testar a RS-GP de 2021 da Aprilia. O piloto italiano vai avaliar o protótipo entre os dias 12 e 14 de abril no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha.

Fora da MotoGP em 2021 após encerrar uma relação de oito temporadas com a Ducati, Dovizioso chegou a ser sondado pela Aprilia tanto para uma vaga oficial quanto para o posto de piloto de testes, mas acabou recusando a oferta.

No entanto, após a casa de Noale conseguir mostrar um salto de performance na bateria de testes de Losail, no Catar, Andrea mudou de ideia.

Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Chefe da Aprilia, Massimo Rivola ressaltou que o acordo não aborda o futuro, mas considerou que Dovizioso pode dar uma contribuição importante.

“Foi um prazer convidar Andrea. Os dias em Jerez serão simplesmente para termos a chance de conhecer um ao outro melhor, também na pista”, disse Rivola. “Não é que vamos ‘ficar’, mas uma oportunidade para fazermos algumas voltas juntos sem nenhum compromisso para o futuro. Estamos cientes das qualidades de Andrea e a contribuição dele será importante, mesmo que seja só por um teste”, explicou.

Dovizioso, por sua vez, falou em oportunidade de seguir em forma, já que tem planos de retornar ao grid da MotoGP em 2022.

“O interesse da Aprilia é prazer e, quando conversamos sobre a possibilidade de fazer este teste, aceitei alegremente o convite para guiar uma MotoGP mais uma vez e permanecer em forma, dando meu feedback aos engenheiros”, comentou. “Quero agradecer a Aprilia por esta oportunidade”, encerrou.

O line-up de 2021 da Aprilia foi de difícil construção. Aleix Espargaró era mais do que certo, mas a escuderia italiana optou por esperar o desfecho do caso de doping de Andrea Iannone e, ao perder o italiano por quatro anos, ainda se viu recusada por três pilotos da Moto2: Marco Bezzecchi, Joe Roberts e Fabio Di Giannantonio.

A Aprilia optou, então, por esperar a pré-temporada para definir entre Bradley Smith e Lorenzo Savadori, mas já na apresentação da equipe, antes dos testes, o italiano, que é o menos experiente dos dois, foi confirmado titular. A fábrica italiana, então, perdeu também o piloto de testes.

Nos últimos anos, a tendência das fábricas é contar com piloto de talento comprovado na posição de testes. Dani Pedrosa, por exemplo, é tido como peça fundamental na evolução da KTM. A Yamaha contratou Cal Crutchlow para este ano, com Michele Pirro mantendo a posição na Ducati. A Suzuki conta com Sylvain Guintoli, enquanto a Honda tem em Stefan Bradl seu piloto de desenvolvimento.

LEIA TAMBÉM
Márquez “não descarta, nem confirma” correr abertura da MotoGP

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube