Aprilia evita desculpas e assume culpa por forma na MotoGP: “Temos de trabalhar melhor”

Diretor-executivo da Aprilia, Massimo Rivola assumiu a responsabilidade pelas constantes falhas de confiabilidade da RS-GP. Dirigente afirmou que não há desculpa para os problemas constantes e admitiu que o time precisa trabalhar melhor

A Aprilia deu a cara a tapa após a performance apagada do GP do Japão de domingo (20). Diretor-executivo da escuderia de Noale, Massimo Rivola assumiu a culpa pelo abandono de Andrea Iannone e pelo resultado de Aleix Espargaró e considerou que o time italiano precisa fazer mais.
 
Andrea Iannone caiu na curva 11 na sétima volta em Motegi, enquanto Aleix, que largou em nono, conseguiu terminar apenas em 15º, 32s546 atrás de Marc Márquez, o vencedor.
 
Ao fim da corrida, Rivola decidiu encarar a imprensa no lugar dos pilotos e afirmou que o resultado dos dois foi reflexo de falhas no motor. Ainda que as unidades fossem novas.
 
“Antes de mais nada, este foi um dia bem ruim”, assumiu Rivola em entrevista ao site da MotoGP. “Nós estávamos correndo com dois motores novos e a expectativa, especialmente com Aleix, era bem alta, porque ele foi bem rápido ao longo do fim de semana, até mais rápido do que na Tailândia, o warm-up foi bom, então, como eu disse, a expectativa era muito alta”, seguiu. 
 
“A razão para eu estar aqui é uma espécie de mensagem para nós mesmos, para ficarmos focados no resto da temporada. É verdade que estamos desenvolvendo uma moto completamente nova, mas não podemos perder o foco no que estamos fazendo agora. Nós precisamos respeitar o nosso trabalho e o trabalho dos pilotos”, defendeu. “Eu prefiro que os pilotos fiquem quietos e não tenham de pensar no que podem ou não dizer. Eu apareço diante de vocês, porque é meio que minha culpa, pois, no fim, eu sou o chefe aqui. Sinto que sou eu que tenho de dizer para todo mundo que não estamos fazendo a coisa certa. Quando você tem dois motores, que são dois motores novos, você não pode perder chances assim. Então é por isso que estou aqui”, explicou.
Massimo Rivola assumiu a responsabilidade pelos problemas da Aprilia  (Foto: Aprilia)
Paddockast #38
CORRIDAS POLÊMICAS DA HISTÓRIA DA FÓRMULA 1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Questionado sobre o que aconteceu na corrida, Rivola respondeu: “Nós temos de abrir o motor e entender. Simplesmente não tinha potência o suficiente, não tinha aceleração. A velocidade máxima estava mais ou menos certa, mas parece que perdeu algum óleo. É um pouco cedo para entender”. 
 
“Também para Andrea, ele não caiu, é que ele teve algum problema com o motor e foi por isso que caiu”, apontou. “Nós nos sentimos, como um time, bem culpados e não há desculpa para isso. Nós só precisamos trabalhar melhor”, reconheceu.
 
Perguntando, então, se Iannone se feriu na queda, Rivola explicou que o piloto estava bem e aproveitou para fazer um balanço da situação da Aprilia.
 
“Sim, sim, ele está ok. Ele está aqui na garagem explicando o acerto da moto, que, desde esta manhã, estava melhor”, contou. “Em termos de performance pura, não está nada mal. Desde o meio da temporada, acho que conseguimos o acerto certo, especialmente Aleix, que está extraindo o melhor da moto, está realmente pelo top-10 eu diria que sempre. É simplesmente uma pena que não possamos dar a ele a moto para terminar a corrida”.
 
Falando à imprensa, Rivola afirmou que está trabalhando para encontrar uma maneira de “melhorar a qualidade e os processos, e ter um produto mais confiável e competitivo”.
 
Questionado se o time precisa de um aumento de orçamento, Rivola respondeu: “Claro. A Aprilia é parte de um grupo muito forte, que pode fazer isso. Mas eu acredito que temos de ganhar a confiança do Grupo Piaggio, e essas coisas não nos ajudam”.
 
“Ter problemas quando você poderia ter tido uma boa performance faz com que você não possa ir para casa e dormir bem, porque nós cometemos erros e cabe a nós resolvê-los”, concluiu.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube