Arenas dá bote na penúltima curva, segura Masià e vence GP da Áustria de Moto3

Líder da Moto3 venceu a corrida no Red Bull Ring com apenas 0s049 de vantagem. É a terceira vitória do piloto da Aspar na temporada 2020

LEIA TAMBÉM
Dovizioso comunica à Ducati decisão de não renovar contrato para 2021

Albert Arenas conseguiu mais uma vez. O piloto da Aspar superou uma corrida movimentada da Moto3 na Áustria neste domingo (16) para bater Jaume Masià apenas nos metros finais e assegurar a terceira vitória da temporada 2020.

Como costuma ser, a prova da Moto3 no Red Bull Ring foi bastante movimentada, com um enorme pelotão rodando junto ao longo de quase todas as 23 voltas. Assim, as trocas na liderança foram muitas, sem que aparecesse um piloto com ritmo bom o bastante para descolar do grupo nem mesmo nas voltas finais.

Jaume Masià conseguiu abrir a volta final na liderança da corrida e aproveitou o primeiro trecho do traçado austríaco para abrir um respiro de 0s3. Albert Arenas, então, se livrou da concorrência, colou no ponteiro e aproveitou a penúltima curva para tomar a frente e receber a bandeirada na frente com 0s049 de frente.

Arenas venceu a movimentada corrida na Áustria (Foto: Reprodução)

A disputa pelo terceiro lugar, porém, envolveu os comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo). Ai Ogura receber a bandeirada em terceiro, mas foi punido com uma posição por exceder os limites da pista, mesma pena aplicada em Darryn Binder. Celestino Vietti, então, foi promovido ao pódio, mas enquanto estava no parque fechado, foi comunicado da mesma sanção.

Assim, John McPhee, que recebeu a bandeirada em sexto, acabou com o último degrau do pódio no Red Bull Ring.

Ogura, então, caiu para o quarto posto, à frente de Binder e Vietti. Tony Arbolino recebeu a bandeirada em sétimo, só 0s487 atrás do vencedor. Deniz Öncü chegou a brigar pela vitória, mas acabou em sétimo, seguido por Raúl Fernández. Tatsuki Suzuki ficou com o décimo posto.

Com o resultado, Arenas chegou a 95 pontos e abriu 28 de vantagem para McPhee no topo da classificação da Moto3. Ogura tem o terceiro posto no campeonato, seguido por Tatsuki Suzuki, Raúl Fernández, Vietti, Tony Arbolino, Masià e Rodrigo.

Saiba como foi o GP da Áustria de Moto3:

A Moto3 foi a primeira classe a disputar o GP da Áustria deste domingo. Quando alinhou para o grid de largada, o céu estava encoberto e clima fresco, com o termômetro atingindo 23ºC e o asfalto chegando a 39ºC. A umidade batia 67% e o vento soprava a 10 km/h.

Quem largou da pole-position foi Raúl Fernández, a segunda posição de honra do grid da temporada. Logo atrás do espanhol veio Albert Arenas, líder da classificação. John McPhee completou a primeira fila de saída.

Largada autorizada no Red Bull Ring e Albert deu o bote em cima do adversário da Red Bull KTM Ajo para saltar para a primeira colocação. Na terceira colocação, McPhee lidava com a investida de Celestino Vietti, conseguindo segurar o italiano em um primeiro momento.

No final do primeiro giro, os três primeiros colocados começavam a se desprender do restante do pelotão, com o escocês da SRT abrindo 0s556 para o quarto colocado. O segundo bloco contava com seis pilotos – Vietti, Tony Arbolino, Deniz Öncü, Jaume Masià, Gabriel Rodrigo e Tatsuki Suzuki.

Então, após cometer um erro, Arenas abriu demais e permitiu a passagem de Fernández, o primeiro, e McPhee, o segundo. Mas John logo deu o bote em cima do piloto da Red Bull KTM Ajo para assumir a ponta.

Com 1min37s008, Öncü anotou a volta mais rápida da corrida. Em grande ritmo, o piloto da Tech3 se colocou na terceira colocação. Chegou a perder a colocação para Masià, mas deu o troco e estava no degrau mais baixo do pódio.

O segundo grupo encontrou o trio da ponta e agora tinham nove pilotos na briga pelas primeiras posições. Aproveitando o bom ritmo apresentado, Deniz saltou para a primeira colocação para, pela primeira vez na carreira, liderar uma corrida da Moto3.

Entretanto, o turco precisava lidar com a perigosa aproximação de Fernández. Quem também apareceu na disputa foi Darryn Binder, surgindo na terceira posição após largar da 22ª colocação. Neste ponto, Arenas era o quinto colocado.

Com 15 voltas para o fim, a ordem era Öncü, Binder, Masià, Arenas, Fernández, Vietti, Tony Arbolino, Suzuki, Ayumu Sasaki e Rodrigo.

Quatro pilotos ficaram lado a lado na briga pela ponta, quando Darryn teve um highside, quase acertando Öncü, que chegou a olhar para o piloto. O sul-africano caiu para quarto, mas logo estava em terceiro.

Restando dez voltas para a bandeira quadriculada, Arenas era o primeiro colocado, com Öncü na sequência. Masià, Binder e Ai Ogura, que apareceu na ponta, completavam as cinco posições da frente.

A KTM, em sua corrida caseira, mostrava grande ritmo ao longo da corrida. Fernández, em terceiro, era quem fazia os melhores setores do traçado. O espanhol estava 0s197 do segundo colocado.

Jaume, o primeiro colocado, e Deniz, segundo, tentavam se desgarrar do restante do pelotão, mas sem sucesso. Arenas vinha completando o pódio da corrida, com Sasaki e Ogura vindo nas quarta e quinta colocações. Neste ponto, Ayumu apareceu na ponta pela primeira vez na carreira, mas precisou cumprir uma punição de volta longa por exceder os limites do traçado.

As coisas no traçado estavam bastante próximas. Do primeiro colocado, Masià, ao oitavo, Fernández, estavam separados por1s136. Restava apenas uma volta para o final da corrida.

Nos últimos metros, Masià conseguiu se desprender da confusão do grupo da ponta. Para as demais posições do pódio, cinco pilotos brigavam para ficar no top-3. Arenas e Ogura eram o segundo e terceiro.

Mas as coisas mudariam na última curva. O líder da classificação deu o bote em cima de Masià para garantir mais uma vitória na temporada. Jaume foi o segundo, com Ogura, vice-líder do campeonato, completar o top-3.

Entretanto, as coisas mudaram depois da bandeira quadriculada. Ogura e Binder receberam punições por exceder o limite de pista e perderam uma colocação cada, promovendo Vietti ao pódio. Entretanto, o italiano também foi punido, com McPhee terminando em terceiro.

Moto3 2020, GP da Áustria, Red Bull Ring, Final:

1A ARENASAspar KTM37:25.32323 voltas
2J MASIÀLeopard Honda+0.049 
3J MCPHEESIC HONDA+0.447 
4A OGURAAsia Honda+0.121P+1
5C VIETTIVR46 KTM+0.292P+1
6D BINDERCIP KTM+0.275P+1
7T ARBOLINOSnipers Honda+0.487 
8D ÖNCÜTech3 KTM+1.083 
9R FERNANDEZRed Bull KTM Ajo+1.136 
10T SUZUKISIC58 Honda+1.177 
11G RODRIGOGresini Honda+2.221 
12A MIGNOVR46 KTM+1.924P+1
13A SASAKITech3 KTM+2.596 
14J ALCOBAGresini Honda+2.228P+1
15S NEPAAspar KTM+2.609 
16S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda+2.866 
17R FENATIMAX Husqvarna+2.920 
18R ROSSIRBA KTM+3.486 
19N ANTONELLISIC58 Honda+4.276P+3s
20K TOBARed Bull KTM Ajo+4.309 
21D FOGGIALeopard Honda+5.776 
22C TATAYAvintia KTM+8.485 
23A LÓPEZMAX Husqvarna+10.963P+3s
24R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda+23.563 
25M KOFLERCIP KTM+23.814 
26Y KUNIIAsia Honda+23.970 
27D PIZZOLIRBA KTM+23.929P+1
28J DUPASQUIERPrüstel KTM+24.064 
 F SALACSnipers HondaNC 
 B BALTUSPrüstel KTMNC 
 K PAWISIC HondaNC 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube