Aspar deixa Honda e anuncia volta às origens na MotoGP com retorno de parceria com Ducati para 2016

O time de Jorge Martínez 'Aspar' vai voltar a receber equipamentos da Ducati, assim como funcionava nos primeiros anos de MotoGP para a Aspar. Dessa forma, a Honda perde uma de suas parceiras para 2016

A Aspar vai voltar às suas origens na MotoGP em 2016. O acordo para ser uma equipe cliente da Ducati, como era em 2010 e 2011, os dois primeiros anos no Mundial de Motovelocidade. Dessa forma, a Honda perde uma de suas clientes.
 
Além de equipamentos Ducati, o time de Jorge Marínez 'Aspar' vai alinhar em 2016 com Yonny Hernández e o agora confirmado Eugene Laverty, que tem contrato por mais um ano. Nicky Hayden deixa a MotoGP e vai defender a Honda no Mundial de Superbike.
 
"Nossos primeiros anos na MotoGP foram muito positivos com a Ducati. Foi antes da chegada das motos CRT, quando tivemos muito sucesso. Até agora na MotoGP, trabalhamos com a Ducati, Aprilia e Honda. Agora voltamos à Ducati, e sem dúvida estou esperando motos competitivas e grandes pilotos, capazes de marcar os resultados que merecemos, dentro do top-10", disse Aspar.
Gino Borsoi, Yonny Hernandéz e Jorge Martínez sob nova parceria (Foto: Aspar)
"A Ducati fez muitas mudanças nos últimos tempos, em particular no departamento de corrida nas mãos de Gigi Dall'Igna. Ele é alguém com quem tivemos um relacionamento excelente por 20 anos. Tenho completa fé em suas habilidades, e isso é definitivamente umas das razões pela qual decidi trabalhar com a Ducati de novo", seguiu.
 
Para Dall'Igna, gerente-geral da fábrica italiana, o fato de o time fornecer equipamentos para oito pilotos em 2016 mostra o crescimento do projeto no Mundial.
 
"Estamos muito satisfeitos de receber a Aspar novamente à família Ducati. Conheço Jorge há muitos anos e trabalhei com seu time na 125cc e 250cc no passado, conseguindo muitos resultados importantes. Vamos fornecer motos competitivas e suporte técnico para o time com o objetivo de ajudar os dois pilotos a atingir resultados que eles desejam", falou.
 
A Aspar não vive grande ano, tendo conseguido apenas 25 pontos no Campeonato de Equipes, tendo o 11º lugar de Hayden na França como melhor resultado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube