Bagnaia lamenta problema na largada em GP de San Marino visto “seis ou sete vezes”

O italiano ainda esclareceu uma confusão envolvendo Valentino Rossi e apontou que pupilo e mentor ainda são amigos

Francesco Bagnaia voltou a falar sobre o primeiro pódio que conquistou na MotoGP. O italiano disse já ter assistido algumas vezes ao GP de San Marino e apontou o que gostaria de ter feito diferente. Ainda, esclareceu uma situação envolvendo Valentino Rossi.

Em Misano, no último fim de semana, o piloto da Pramac fez disputa quase sem erros para cruzar a linha de chegada na segunda colocação. Na classe rainha do Mundial desde o ano passado, foi seu primeiro top-3 e seu segundo top-5. Com isso, se tornou o 12º piloto a subir no pódio no campeonato corrente.

“Assisti ao menos seis ou sete vezes [a corrida]. Infelizmente, nas primeiras voltas, sofri com o pneu dianteiro porque a pressão caiu, no momento em que tudo voltou ao normal, fui capaz de acelerar novamente”, contou.

“Caso fosse uma temporada normal, poderia ter aproveitado mais [o resultado], mas serão três corridas seguidas para pensar. Certamente é uma grande satisfação, foi um trabalho incrível da equipe e os pilotos da Academia [da VR46] foram maravilhosos. Ficaram todos felizes”, completou.

Francesco Bagnaia conseguiu o primeiro pódio em Misano (Foto: Michelin)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Após a prova, o pupilo da Academia de Pilotos VR46 foi visto conversando com o mentor Rossi ao lado da pista. Diferente do que alguns apontaram, o multicampeão não estava brigando com o competidor de 23 anos, mas sim respondendo a uma pergunta.

“Das imagens na TV não ficou claro, mas estávamos distantes e caso tivéssemos nos aproximado, teríamos caído. Pareceu que Valentino estava gritando comigo, mas, na realidade, [eu] estava perguntando se tinha terminado em terceiro, isso teria sido fantástico. Ainda somos amigos”, pontuou.

A prova italiana marcou o retorno de Pecco após ter operado a perna direita por fratura na tíbia. No primeiro treino na Tchéquia, sofreu um forte acidente e ficou fora da prova em Brno e da rodada dupla na Áustria.

Por fim, o italiano afirmou que agora mira poder se recuperar. “Após algumas voltas [no treino coletivo da terça-feira], percebi que estava cansado, mas agora tenho dois dias de descanso absoluto antes de voltar para a moto”, encerrou.

Com o pódio, Bagnaia aparece agora na 14ª colocação do mundial com 29 pontos, 47 atrás do líder Andrea Dovizioso. Em 2019, em sua estreia na MotoGP, fechou o ano em 15º com 54 tentos.

O Mundial de Motovelocidade segue em Misano neste final de semana. Agora, disputa o GP da Emilia-Romanha, sétima etapa da temporada 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube