Bagnaia mostra surpresa com pódio no retorno após fratura: “Foi muito duro”

Retornando de lesão na perna direita, o italiano ainda exaltou ter se sentido bem em cima da moto logo no início do fim de semana

Francesco Bagnaia admitiu que não esperava conseguir um pódio no GP de San Marino e Riviera de Rimini. Voltando de lesão na perda, o italiano exaltou ter se sentido bem na moto e que percebeu que um bom resultado poderia vir no warm-up.

A corrida em Misano marcou o retorno do piloto da Pramac às pistas. No primeiro treino livre na Tchéquia, sofreu um forte acidente e fraturou a tíbia direita. Portanto, teve de operar a lesão e ficou longe da etapa em Brno e da rodada dupla na Áustria.

A volta de Pecco para o campeonato foi bastante positiva. Na classificação, conseguiu a sexta colocação, fechando a segunda fila do grid. Na corrida, então, tratou de se colocar em segundo e garantir seu primeiro pódio na classe rainha do Mundial de Motovelocidade.

Pecco Bagnaia, Pramac, MotoGP 2020, Misano
Bagnaia chegou de muleta em Misano (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Bem, o mais importante foi recomeçar de onde parei, pois em Jerez estava bastante forte. Também em Brno na primeira sessão, mas então quebrei a perna e tudo foi muito duro. Foi quase um mês incrível porque trabalhei duro, devo agradecer a todas as pessoas incríveis que trabalharam comigo, pois fizeram um ótimo trabalho para me preparar”, explicou.

“Quando vi que a perna estava ok no primeiro dia, tentei forçar mais, a sensação na moto era a mesma de Jerez, então estava muito feliz com tudo vindo mais fácil do que esperava. Há uma semana, não esperava um pódio ou uma segunda fila na classificação. Comecei a pensar em um bom resultado no warm-up, pois fui para a pista e virava 1min32s7 muito fácil. Então, não pensava em um pódio, mas em ficar no pelotão da frente”, completou.

Bagnaia chegou à MotoGP em 2019, mas teve campanha difícil em seu ano de estreia. Em 18 corridas disputadas, teve um quarto lugar na Austrália como melhor resultado, encerrando a classificação na 15ª colocação com 54 pontos. Hoje, aparece em 14º com 29 tentos, levando em conta que pontuou apenas em duas corridas – na Andaluzia, abandonou por problemas.

O pódio em Misano foi bastante especial também para Valentino Rossi. Com a vitória de Franco Morbidelli, dois de seus pupilos da Academia de Pilotos VR46 estiveram no top-3, com o italiano brincando que “criamos cobras”.

O Mundial de Motovelocidade disputa neste final de semana o GP da Emilia-Romanha, também no circuito de Misano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube