Candidato ao título, Dovizioso admite que está em “uma melhor situação”, mas diz que “só corrida pode mostrar realidade”

Candidato ao título da MotoGP desde o início da temporada pela primeira vez, Andrea Dovizioso reconheceu que está em “uma melhor situação”, mas defendeu que a nova realidade do Mundial só será vista nas corridas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Andrea Dovizioso abre a temporada 2018 em uma condição diferente. Vice-campeão do ano passado, o #4 entra no Mundial deste ano com o rótulo de favorito ao título.
 
Falando à imprensa nesta quinta-feira (15) em Losail, palco da primeira prova da temporada, Andrea reconheceu que é uma situação nova na carreira, já que nunca teve a oportunidade de começar o ano sonhando com a taça.
Andrea Dovizioso começa a temporada com o rótulo de favorito (Foto: Michelin)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Quando você corre por uma equipe de fábrica, a meta é essa, mas você tem de ser realista, porque, no passado, não era realmente assim”, recordou. “Nós tínhamos uma chance, mas tínhamos alguns pontos negativos e não podíamos realmente lutar nas 18 etapas”, considerou. 
 
“Este ano, acho que estamos em uma melhor situação, do meu lado e do lado da moto”, reconheceu. “Isso não significa que podemos lutar pelo campeonato, mas a abordagem é essa e, com certeza, é muito melhor assim”, frisou.
 
Depois de brigar pelo título até a final de Valência no ano passado, Dovizioso reconheceu que teve um período de férias “realmente bom”, mas, mesmo sublinhando o esforço da Ducati, ponderou que a nova realidade do Mundial só será conhecida nas corridas.
 
“Quando você termina a temporada de uma boa maneira, o inverno é maravilhoso. Foi um inverno realmente bom. Estou realmente feliz com o último ano, nós fizemos um trabalho incrível e o positivo é que eu espero ser ainda mais competitivo neste ano”, comentou. “Nós trabalhamos muito bem durante os testes de inverno, a Ducati trabalhou muito bem durante o inverno, então tivemos muitos novos materiais para testar. Acho que provamos tudo da maneira correta, mas só fim de semana de corrida pode mostrar a realidade”, apontou. 
 
“Temos de esperar a corrida aqui e, especialmente, as próximas duas corridas serão importantes para entendermos o nosso nível”, concluiu.

#GALERIA(8327)

Aos 39 anos, Rossi acelera para se afastar da aposentadoria na MotoGPAo provar que Ducati pode vencer, Dovizioso mira concluir o que iniciouLorenzo vai para segundo ano na Ducati tentando recuperar performance

”VOCÊ TEM DE RESPEITAR”

EMOÇÃO GENUÍNA DE BARRICHELLO É EXEMPLO DE MOTIVAÇÃO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube