Canet bate Martín e consegue primeira pole na Moto2 no GP da Estíria. Marini é 12º

Com o tempo de 1min28s787, o piloto bateu Jorge Martín ainda nos minutos iniciais do Q2 para ficar com a posição de honra do grid. Tetsuta Nagashima fecha a primeira fila de largada

Arón Canet larga da pole-position no GP da Estíria da Moto2. Neste sábado (22), na classificação no Red Bull Ring, o piloto anotou a marca de 1min28s787 para se colocar na posição de honra do grid.

Jorge Martín chegou a aparecer na primeira colocação do Q2, mas ainda nos minutos iniciais foi superado pelo piloto da Aspar, que larga da frente pela primeira vez na classe intermediária – é apenas sua sexta corrida na classe. Tetsuta Nagashima fecha a primeira fila.

Luca Marini teve desempenho discreto na tomada de tempos em Spieberg. Líder da classificação, o italiano fez marca de 1min29s335 em seu quinto giro, 0s548 mais lento que o ponteiro, e sai em 12º.

É a primeira pole para Arón Canet (Foto: Aspar)

Chantra domina primeira fase e avança ao Q2. Nagashima, Garzó e Manzi acompanham

A Moto2 foi a última classe a ir para a pista no sábado de classificação do GP da Estíria. No momento que deixaram os boxes, o céu estava aberto, com o termômetro apontando 31ºC e o asfalto chegando a 54ºC. O vento soprava a 10 km/h.

Medina, Lorenzo Baldassarri, Lorenzo Dalla Porta, Fabio Di Giannantonio, Marcel Schrötter, Simone Corsi, Andi Izdihar, Somkiat Chantra, Hector Garzó, Tetsuta Nagashima, Edgar Pons, Stefano Manzi, Bo Bendsneyder, Xavi Vierge e Kasta Daniel eram os pilotos que teriam de enfrentar o Q1.

Com os primeiros giros completados, Chantra foi o primeiro a se colocar como o mais veloz com 1min29s630. Logo atrás do piloto vinha Nagashima, com Vierge e Schrötter completando os quatro primeiros colocados.

Com cinco minutos para o final, as posições já definidas para a corrida de domingo em Spielberg era Pons, Garzó, Schrötter, Izdihar, Baldassarri, Di Giannantonio, Bendsneyder, Dalla Porta, Aegerter, Corsi, Medina e Daniel.

Quem avançava para a próxima fase da classificação era Chantra, que seguia imbatível. Nagashima, apenas 0s030 mais lento, vinha em segundo. Garzó e Manzi fechavam o top-4.

Q2

O quarteto se juntou a Jorge Mártin, Marco Bezzecchi, Sam Lowes, Remy Gardner, Remy Gardner, Jake Dixon, Niccolò Bulega, Luca Marini, Augusto Fernánfez, Arón Canet, Thom Lüthi, Enea Bastianini, Jorge Navarro, Joe Roberts e Marco Ramírez para brigar pela pole.

Com 1min29s184, Martín foi o primeiro a se colocar na primeira colocação para ficar com a posição de honra provisória. Mas logo as coisas mudaram e Canet se catapultou para a ponta com 1min28s787, o primeiro na casa de 1min28s.

Gardner, quando estava na quarta colocação, sofreu uma queda na curva 1, jogando um balde d’água fria em sua tentativa de conseguir a pole-position.

Bandeira quadriculada no Red Bull Ring e o tempo a ser batido era de 1min28s787. Sem ninguém bater o espanhol, fica com sua primeira posição de honra do grid em apenas sua sexta corrida na classe intermediária. Martín e Nagashima fecham a primeira fila.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube