Canet supera Dalla Porta e norteia TL2 da Moto3 em pista seca na Austrália

Árón Canet cravou 1min36s809 na melhor de suas 16 voltas na tarde desta sexta-feira (25) e garantiu a liderança do segundo treino da Moto3 em Phillip Island. 0s281 mais lento, Lorenzo Dalla Porta ficou em segundo, seguido por Albert Arenas

Arón Canet colocou a KTM na ponta da tabela de tempos na segunda sessão de treinos livres para o GP da Austrália de Moto3. Com o sol aparecendo para secar o asfalto na tarde desta sexta-feira (25), o #44 deixou Lorenzo Dalla Porta 0s281 para trás.
 
Depois de uma manhã de chuva, os pilotos encontraram condições muito melhores em Phillip Island na sessão vespertina. Com a pista seca, Canet aproveitou a penúltima de suas 16 voltas para registrar 1min36s809 como melhor marca do dia.
Aron Canet (Foto: Reprodução)
Líder do Mundial, Lorenzo Dalla Porta foi 0s281 mais lento e ficou com o segundo posto, à frente de Albert Arenas. Niccolò Antonelli completa um top-4 separado por 0s549.
 
Com 1min2s443, Tatsuki Suzuki ficou com o quinto posto, à frente de Andrea ningo. John McPhee foi o sétimo, com Romano Fenati e Dennis Foggia vindo logo atrás. Gabriel Rodrigo completa o rol dos dez melhores.

O GP da Austrália de Moto3 está marcado para o sábado, às 22h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #39
O MELHOR SEM TÍTULO DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o treino livre 2 da Moto3 na Austrália: 
 
Depois de uma manhã de chuva, o tempo melhorou em Phillip Island no início da tarde. Até com o azulo aparecendo entre nuvens, os pilotos entraram na pista com os termômetros marcando 17°C, com o asfalto chegando a 16°C. A velocidade do vento era de 16 km/h.
 
Com 1min40s597, Romano Fenati foi o primeiro a aparecer no topo da tabela, 0s445 melhor que Arón Canet, o segundo colocado. John McPhee tinha o terceiro tempo.
 
Na volta seguinte, Canet assumiu o comando ao registrar 1min39s145, 0s666 melhor que Lorenzo Dalla Porta, que assumiu o segundo posto. McPhee, porém, veio 0s198 melhor para tomar a posição do líder do Mundial.
 
O #44 melhorou mais uma vez sua marca para permanecer na ponta, agora com Arbolino ocupando o segundo posto, 0s403 mais lento. McPhee era o terceiro, à frente de Dalla Porta e Ramírez.
 
Perto da metade da sessão, no entanto, os fiscais começaram a exibir bandeiras de chuva, alertando os pilotos da mudança nas condições. Canet seguia na ponta, com McPhee, Arbolino, Dalla Porta, Ramírez, Masià, Arenas, Migno, Nepa e Foggia formando o top-10.
 
Logo depois, Dalla Porta passou em 1min38s003 e assumiu a liderança, 0s337 melhor do que Canet. Mais atrás, Fenati saltou para o sétimo posto, 1s099 mais lento que o líder.
 
Marcos Ramírez, então, foi 0s126 mais lento que Dalla Porta e assumiu o segundo posto, derrubando Canet para terceiro. No giro seguinte, o piloto da Leopard melhorou ainda mais e assumiu a ponta, mas logo foi superado por um Arón 0s137 melhor.
 
Assim, Dalla Porta ficou em terceiro, seguido por Arbolino, McPhee, Gabriel Rodrigo, Tatsuki Suzuki, Niccolò Antonelli, Migno e Stefano Nepa.
 
Restando cerca de 15 minutos para o fim, Ayumu Sasaki sofreu uma queda na Doohan, a primeira curva de Phillip Island, mas não se feriu.
 
Enquanto isso, McPhee foi a 1min37s791 para assumir o comando da atividade, 0s050 melhor que Canet. Ramírez caiu para terceiro, seguido por Dalla Porta e Darryn Binder.
 
Na volta seguinte, o #17 melhorou um pouco mais, chegando a 1min37s763, apenas 0s078 melhor que Canet. Ramírez era o terceiro, à frente de Dalla Porta e Binder.
 
Já na reta final da sessão, Dalla Porta apareceu com 0s673 e assumiu a ponta da folha de tempos, 0s673 melhor que McPhee. Canet era o terceiro.
 
Migno, então, baixou a vantagem do #48 para 0s459 e assumiu o segundo posto, derrubando McPhee e Canet. Ramírez tinha o quinto melhor tempo.
 
Com 1min37s055, Canet superou Dalla Porta em 0s035 para retomar a liderança. Migno era o terceiro, com Antonelli avançando para ocupar a quarta colocação.
 
Perto do minuto final da sessão, Arenas saltou para terceiro, com Antonelli melhorando para manter a quarta colocação, à frente de Suzuki e Migno. Enquanto isso, Canet chegou a 1min36s809 para abrir 0s281 de frente.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando em Phillip Island, ninguém conseguiu superar Canet, que ficou com a ponta com 0s281 de frente para Dalla Porta.

Moto2 2019, GP da Austrália, Phillip Island, Treino livre 2:

1 A CANET MAX KTM 1:36.809  
2 L DALLA PORTA Leopard Honda 1:37.090 +0.281
3 A ARENAS Ángel Nieto KTM 1:37.260 +0.451
4 N ANTONELLI SIC58 Honda 1:37.358 +0.549
5 T SUZUKI SIC58 Honda 1:37.443 +0.634
6 A MIGNO Worldwide KTM 1:37.549 +0.740
7 J MCPHEE SIC HONDA 1:37.617 +0.808
8 R FENATI Snipers Honda 1:37.624 +0.815
9 D FOGGIA VR46 KTM 1:37.689 +0.880
10 G RODRIGO Gresini Honda 1:37.803 +0.994
11 S NEPA CIP KTM 1:37.850 +1.041
12 C VIETTI VR46 KTM 1:37.882 +1.073
13 K TOBA Asia Honda 1:37.886 +1.077
14 M RAMÍREZ Leopard Honda 1:37.909 +1.100
15 D BINDER CIP KTM 1:37.925 +1.116
16 C ÖNCÜ Red Bull KTM Ajo 1:37.940 +1.131
17 T ARBOLINO Snipers Honda 1:38.037 +1.228
18 R FERNANDEZ Ángel Nieto KTM 1:38.118 +1.309
19 R ROSSI Gresini Honda 1:38.137 +1.328
20 J KORNFEIL Prüstel KTM 1:38.264 +1.455
21 T BOOTH-AMOS CIP KTM 1:38.559 +1.750
22 S GARCIA Estrella Galicia 0,0 Honda 1:38.592 +1.783
23 K MASAKI RBA KTM 1:38.648 +1.839
24 F SALAC Prüstel KTM 1:38.665 +1.856
25 J MASIÀ Worldwide KTM 1:38.722 +1.913
26 A LÓPEZ Estrella Galicia 0,0 Honda 1:38.930 +2.121
27 M YURCHENKO RBA KTM 1:39.008 +2.199
28 A OGURA Asia Honda 1:39.758 +2.949
29 A SASAKI SIC HONDA 1:39.953 +3.144
30 Y SHAW Double Six Kalex KTM 1:42.583 +5.774
31 R CHANDLER Double Six Kalex KTM 1:44.903 +8.094
         
REC A MÁRQUEZ Estrella Galicia 0.0 1:57.112 147.5 km/h
MV H ONO Team Asia Honda 1:56.443 148.4 km/h
         
  Condições do tempo PISTA MOLHADA   ar: 19ºC | pista: 22ºC
 


 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube