Cliente da VR46, Márquez descarta tirar merchandising das mãos de Rossi e elogia: “Eles fazem muito bem”

Marc Márquez tem assuntos de marketing da carreira agenciados pela VR46, empresa de Valentino Rossi, na mais nova relação de inimizade da MotoGP. Significa que este acordo será quebrado? Segundo Márquez, nem pensar

Se você está no planeta Terra e lê o GRANDE PRÊMIO, sabe o que está acontecendo na MotoGP nas últimas semanas. Jorge Lorenzo, Marc Márquez e Valentino Rossi estão em pé de guerra, mas o piloto da Honda, agora desafeto do italiano, tem ligações comerciais com o multicampeão da Yamaha.
 
Rossi é dono da VR46, uma empresa especializada em projeto, fabricação e venda de produtos de vestuário e merchandising para atletas e equipes esportivas. Além de produzir todo o material que leva o nome de Valentino, a companhia sediada em Tavullia é também a responsável pelos produtos oficiais de Márquez, de seu irmão caçula, Álex, de pilotos como Tony Cairoli, Dani Pedrosa, Cal Crutchlow, Kevin Schwantz e Pol Espargaró. 
 
A empresa italiana também desenvolve projetos para diversos times, como a Juventus, a Yamaha, a KTM, a Marc VDS, a própria Honda e também a Repsol.
Marc Márquez não pretende romper relações comerciais com Rossi (Foto: Divulgação/MotoGP)
A cobertura completa do GP da Comunidade Valenciana no GRANDE PRÊMIO

Antes do último GP da Malásia, Rossi acusou Márquez de atrapalhá-lo propositalmente na briga com Lorenzo durante a corrida na Austrália. Parecia algo inacreditável. Até que Márquez viu Lorenzo ultrapassá-lo e ficar para brigar com Valentino na Malásia. 

 
 Um toque de Rossi e uma punição depois, o italiano e o espanhol, Yamaha e Honda, e Lorenzo com quem aparecer na frente dele, se veem em pé de guerra. Valentino e Márquez, antes muito amigos – quase mestre e pupilo – hoje cultivam um clima miserável.
 
E depois disso tudo, surgiram dúvidas se Márquez manteria sua relação comercial com o agora inimigo. No entanto, o espanhol usou a coletiva de imprensa da última quinta-feira (5) para negar essa suposição.
 
“Nós temos um contrato”, disse o #93 rindo. “E não tem problema. Eles fazem muito bem”, elogiou.
 
 
"Espero que cedo ou tarde possa falar com Valentino e que tudo volte ao normal”, declarou. “Entendo sua situação, lutando por um campeonato com Lorenzo na pista, e é aí que tem de ganhar", concluiu. 
 
O GP de Valência encerra a temporada 2015 da MotoGP no próximo domingo, e o GP acompanha em grande cobertura desde esta sexta-feira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube