Com Redding e Bautista, Gresini apresenta motos para temporada 2014 do Mundial de Motovelocidade

Em San Marino, a Gresini apresentou as motos que serão utilizadas por Álvaro Bautista e Scott Redding na temporada 2014 da MotoGP. As cores branca e verde seguem como marcas da equipe

As imagens do lançamento da Gresini

A Gresini apresentou nesta quinta-feira (30) as motos com que Álvaro Bautista e Scott Redding vão disputar a temporada 2014 da MotoGP. O evento em San Marino também contou com a presença de Niccolò Antonelli e Enea Bastianini, que vão guiar pelo time na Moto3.
Redding e Bautista são os titulares do time da MotoGP. Antonelli e Bastianini correm na Moto3 (Foto: Gresini)
Grandes entrevistas: Jorge Lorenzo

Assim como aconteceu no ano passado, a marca de energéticos Go&Fun segue patrocinando o time, que novamente vai exibir as cores branca e verde nas motos. 


Na classe rainha do Mundial, Bautista segue contando com uma RC213V, que, ao contrário do time de fábrica da HRC, é equipada com freios Nissin e suspensão da Showa. As motos de Marc Márquez e Dani Pedrosa contam com freios da Brembo e suspensão fabricada pela Öhlins.

Debutando da elite do motociclismo mundial, Redding vai pilotar uma RCV1000R, uma versão derivada do protótipo nipônico que também vai fazer sua estreia na temporada 2014. Assim como a moto de Bautista, a máquina de Scott vai ser equipada com itens Showa e Nissin. 

Além disso, ao contrario do companheiro de equipe, o britânico de 21 anos vai correr obedecendo ao regulamento Open, que chega para substituir as CRT. Pelas novas regras, a RCV1000R conta com uma ECU padrão, mas tem como benefícios quatro litros extras de combustível, além de um maior número de motores por temporada.

De acordo com a HRC, que testou a RCV1000R com Casey Stoner, a diferença entre a moto de fábrica e a Open é de apenas 0s3, caindo para 0s17 quando usado um pneu traseiro mais macio, que era disponibilizado pela Bridgestone no ano passado para as CRT. Ainda não há uma confirmação oficial se o composto seguirá disponível em 2014.

Time de Gresini tem presença nas três classes do Mundial (Foto: Gresini)
“2014 é um ano realmente importante para a Gresini”, comentou Fausto Gresini, dono do time que leva seu sobrenome. “Primeiro, será nosso 18º ano no Mundial: uma marca importante e agora podemos dizer que nossa organização atingiu a maioridade”, brincou. 
 
“Desde 1997 nós temos uma presença permanente nos GPs e nós também somos uma das poucas equipes independentes que pode se orgulhar de ter participado de todos os anos da MotoGP, desde o início da era 4-tempos em 2002”, frisou. “Tudo isso junto com dois títulos mundiais, 40 vitórias, 109 pódios, 29 poles e mais de 5 mil pontos, o que coloca nossa equipe entre as mais importante do motociclismo mundial”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube