MotoGP

Crutchlow critica baixo desempenho e diz: “Nakagami não merece moto da Honda”

Cal Crutchlow fez duras críticas em relação a Takaaki Nakagami. Criticando fortemente o baixo desempenho do companheiro de LCR, o inglês apontou que o japonês não merece guiar uma moto atual da Honda

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Cal Crutchlow foi bastante duro em recentes declarações feitas a respeito de Takaaki Nakagami. Ao falar sobre seu companheiro, o criticou fortemente e deixou claro que o japonês não merece uma moto atual da Honda.
 
Durante a coletiva de imprensa para o GP da Tchéquia da MotoGP, o #30 declarou que uma das condições para assinar sua renovação com a LCR, equipe satélite da fábrica nipônica, é ter uma moto como a do inglês, não defasada em um ano, como tem disponível nesta temporada.
 
Durante os testes em Barcelona, Nakagami pilotou uma máquina do atual campeonato e acabou sendo cerca de 0s6 mais rápido do que o ritmo que apresentou durante a corrida.
 
Entretanto, Crutchlow logo tratou de cortar os ânimos do companheiro, frisando que não fez nada que justificasse uma RC213V atual. “Não, ele não merece, não acho. Mas, no momento, não vou realmente dizer qualquer coisa boa sobre ele porque minha relação com ele não é fantástica, mas é decisão da Honda. Não acho que ele merece, não”, disse.
Takaaki Nakagami (Foto: LCR)
“Teve uma quinta colocação em todas as corridas. É decisão da Honda, ele é japonês, é bom para ele correr pela Honda. Como disse o ano todo, está reclamando sobre sua moto não ser a mesma que usamos”, seguiu.

“Mas, honestamente, acredito que seria mais lento com nossa moto do que é agora. Apenas porque foi mais rápido no teste de Barcelona não significa nada, ele também usava um pneu que ganhava 1s por volta”, completou.
 
Cal ainda afirmou que “precisa entender como a Honda funciona, se continuar diminuindo as coisas então pode não ter uma vaga, pois há alguns bons pilotos na Motos – [incluindo] um [Álex Márquez] cujo irmão [Marc] está neste campeonato já.”
 
Por fim, o inglês apontou algumas das coisas que Takaaki precisa fazer antes de exigir uma moto atual. “Brigar pelo top-6 toda semana e estar no pódio, o que ainda precisa fazer. Devo dizer em sua defesa, não foi fácil para os outros estreantes na Honda no último ano”, opinou.
 
“Mas se olhar os outros dois ‘rookies’ como Mir e especialmente Fabio comparados com o ano passado, estão o superando em suas temporadas de estreia e ele está em seu segundo ano em uma moto que venceu o campeonato ano passado”, concluiu.
 
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.