Derrotado por Petrucci em disputa pela GP17, Redding se diz feliz por ter moto defasada da Ducati: “Menos pressão”

Batido por Danilo Petrucci no ano passado em uma disputa pela GP17 que ficou com a Pramac, Scott Redding se disse feliz por ter uma Ducati defasada, já que tem de lidar com menos pressão. Britânico avaliou que o italiano estará encrencado se for derrotado na disputa interna da equipe

 
Scott Redding acabou aliviado por ter perdido para Danilo Petrucci uma disputa pela GP17 que ficou com a Pramac. Enquanto o italiano ficou com a moto mais nova da Ducati, o britânico vai disputar a temporada 2017 da MotoGP com um modelo do ano passado.
 
Apesar do equipamento defasado, Redding se saiu melhor no GP do Catar, recebendo a bandeirada na sétima colocação, enquanto Petrucci teve de abandonar por conta de um problema de bateria.
Scott Redding se disse feliz por não ter ficado com a GP17 da Pramac (Foto: Pramac)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Não é realmente uma batalha entre eu e Danilo”, disse Redding. “É, definitivamente, um pouco mais fácil sabendo que ele tem uma moto diferente, e que é uma moto melhor”, seguiu.
 
“Então, se ele me bater, é assim que tem de ser. Se eu vencê-lo, ele estará bem encrencado”, avaliou. “Isso é uma coisa que provavelmente vai me ajudar. Um pouco menos de pressão, um pouco menos de estresse — especialmente quando as coisas não estão caminhando direito”, comentou.
 
“Se não der certo para mim, estou um pouco de lado. Se não der certo para ele, as pessoas sabem que ele tem a GP17 e, se ele não conseguir ter uma boa performance com ela, vai ser o único a sentir a pressão”, ponderou. “De certa forma, quando olho para os problemas que ele está tendo, fico na verdade feliz por não ter a moto neste momento”, revelou.
 
Redding, que terminou a corrida no Catar como melhor piloto satélite, avaliou que o fato de ter recebido a bandeirada com 10s de atraso para Maverick Viñales, o vencedor, serve de encorajamento.
 
“Se você tivesse me dito há dois testes que eu terminaria em sétimo, eu teria rido”, disse o piloto de 24 anos. “Mas nós baixamos a cabeça, sabíamos o que tínhamos de fazer”, continuou.
 
“No fim, estou feliz por estar a nove ou dez segundos do líder, acho que é o mais perto que estive em um longo tempo em uma corrida no seco”, comentou. “Isso é realmente positivo para mim, porque no ano passado foi sempre 20 ou 25s, então estar a 10s é um passo à frente”, concluiu.

#GALERIA(6971)
 
DEBATE QUENTE SOBRE AS ESTREIAS DE F1 E MOTOGP. ASSISTA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube