Dovizioso descarta seguir na MotoGP “só por estar”: “Não é o que quero”

Com a saída da Ducati definida, o italiano deixou claro que ainda não sabe o que vai fazer. Restam poucas vagas no grid da MotoGP para 2021

Andrea Dovizioso descartou seguir na MotoGP apenas para estar no grid. De saída da Ducati ao fim da temporada 2020, o italiano deixou claro que só se interessa em permanecer no Mundial se tiver a chance de brigar pelo título.

Em meados de agosto, Andrea comunicou a Ducati que não tinha interesse em renovar o contrato para 2021. A situação, porém, não é das mais confortáveis, já que são poucas as vagas ainda abertas. Entre as fábricas, só a Aprilia tem um assento livre, já que ainda espera o desfecho da situação de Andrea Iannone, suspenso por doping. Nas equipes satélites, o melhor lugar é o da SRT, mas a expectativa é de que Valentino Rossi fique com a posição, já que será substituído por Fabio Quartararo na Yamaha.

O que vai ser do futuro de Dovizioso? (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em entrevista ao site da MotoGP, Dovizioso se disse feliz com a carreira e deixou claro que só quer continuar se tiver a oportunidade de ser competitivo.

“Estou muito feliz com o que fiz e não preciso continuar porque não consegui um resultado importante. Estar na MotoGP só para estar na MotoGP, depois da minha carreira, depois dos resultados que consegui, não é o que eu quero”, disse Dovizioso. “Já vivi a situação em que não podia brigar pelo título. E isso é ruim. Vamos ver o que acontece no futuro. Neste momento, eu realmente não tenho um plano, mas com certeza terei algo no futuro”, assegurou.

“O que, eu não sei, mas estou bem tranquilo com isso, pois estou focado nesse campeonato. Vou tentar ao máximo até o final”, avisou.

O italiano falou, ainda, da ausência de Marc Márquez na temporada 2020. O hexacampeão fraturou o braço direito em um acidente na primeira etapa, mas precisou de uma segunda cirurgia após danificar a placa de titânio fixada no úmero na primeira operação e segue afastado da Honda em recuperação.

“Com certeza, isso afeta o campeonato, pois quando você tem Marc no campeonato, é diferente, já que ele é tão agressivo, tão rápido. Em um dia ruim, ele luta pelo pódio, então certamente é um pouco diferente, mas estamos vivendo um campeonato muito estranho por muitas razões, então… Com ou sem Marc, é sempre muito difícil”, encerrou.

Paddockast #77 | Como amar a moribunda Ferrari em crise?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube