Ducati destaca talento de Miller, mas pede mudanças no estilo “para poupar pneus”

Jack Miller chegou à Ducati cercado de expectativas, mas acabou não correspondendo e ficou fora da briga pelo título. Por isso, a montadora italiana quer algumas mudanças no estilo de pilotagem do australiano para 2022

BOTTAS POUCO REBELDE MOSTRA FALTA DE AMBIÇÃO NA F1

A temporada 2021 foi de altos e baixos para Jack Miller. Estreando no time de fábrica da Ducati, o australiano rapidamente foi cotado como favorito ao título depois dos testes no Catar, mas não correspondeu o esperado ao longo do ano e ficou apenas com o quarto lugar no campeonato, enquanto o companheiro Francesco Bagnaia lutou pelo título contra Fabio Quartararo.

Apesar de duas vitórias ao longo do ano — em Jerez e Le Mans —, Miller ficou abaixo do que a Ducati esperava para o ano. A montadora italiana esperava que o australiano, em seu sétimo certame, comandasse a equipe na luta pelo título. Enquanto isso, o mais jovem Bagnaia seria desenvolvido para o futuro. No fim, aconteceu tudo ao contrário.

“Quando decidimos trazer Jack [Miller] e Pecco [Bagnaia] para a equipe de fábrica foi porque o Jack fez uma segunda metade muito competitiva em 2020, enquanto o Pecco estava sofrendo depois do acidente em Misano. A ideia era começar com Miller como postulante ao título e o Bagnaia brigaria por top-5, melhorando aos poucos”, disse Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati, em entrevista ao site Crash.

Jack Miller enfrentou muitos problemas ao longo da temporada (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Pecco fez a pole no Catar e estava brigando pela vitória naquela corrida, mas depois fez uma fantástica segunda parte de temporada. O Jack venceu sua primeira corrida com a Ducati em Jerez, mas depois teve altos e baixos”, seguiu.

Na parte final do campeonato, Bagnaia conseguiu quatro vitórias e colocou-se como a maior ameaça ao domínio de Fabio Quartararo, da Yamaha, na liderança do campeonato. No fim, porém, o italiano ficou com o vice. Miller, por outro lado, rendeu bem menos na segunda metade do calendário.

“Ninguém duvida do talento de Jack. É um dos mais rápidos pilotos em certas condições, provavelmente um dos melhores com pista molhada ou parcialmente molhada. Mas algumas vezes seu estilo de pilotagem não ajuda a salvar pneus para a parte final da corrida. É isso que estamos trabalhando com ele para melhorar [em 2022]”, concluiu.

Na última quinta-feira (20), Jack Miller anunciou nas redes sociais que testou positivo para Covid-19 e, com isso, a Ducati decidiu adiar o lançamento da nova moto para 7 de fevereiro. O piloto está isolado na Austrália e é dúvida para os testes coletivos da MotoGP, na Malásia, no início de fevereiro.

Acidente de Adrien Fourmaux em Monte Carlo (Foto: WRC)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar