Ducati vê mudança nas concessões como “melhor campanha de marketing possível”

Em entrevista ao jornal italiano ‘La Reppublica’, Claudio Domenicali afirmou que enxerga a nova regra das concessões como uma espécie de marketing, já que as demais fábricas precisam de ajuda para alcançar o nível da Ducati

Se engana quem pensa que a Ducati ficou incomodada com a mudança no regulamento da MotoGP que resultou em restrições ao desenvolvimento da Desmosedici. Diretor-executivo da marca, Claudio Domenicali avaliou que a alteração na regra das concessões é “a melhor campanha de marketing possível”.

Em meio a dificuldades de performance de Yamaha e Honda, a Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, buscou maneiras de ajudar as gigantes japonesas a acelerarem a evolução. Depois de muita negociação, a empresa espanhola conseguiu convencer os construtores a aceitar uma alteração na regra de concessões.

Relacionadas


Pelo novo sistema, as fábricas serão divididas em quatro grupos, com a separação baseada na pontuação do campeonato. E, de acordo com esse ranking, as marcas ficam sujeitas a restrições ou vantagens.

Campeã dos Mundiais de Construtores e Pilotos — o Mundial de Equipes ficou com a Pramac, uma equipe satélite da Ducati —, a casa de Bolonha é a única fábrica no Grupo A, o que a deixa sem direito a wild-cards e com uma única atualização aerodinâmica ao longo do ano. Além disso, os italianos precisam listar três circuitos para teste, mas estarão limitados a 85 pares de pneus — 30 a menos do que na regra atual.

Claudio Domenicali avaliou que mudança na regra mostra força da Ducati (Foto: Ducati)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Honda e Yamaha, por outro lado, ficam no Grupo D e, assim, terão 130 jogos de pneus, podendo até mesmo escalar os pilotos titulares para testes em qualquer circuito do calendário. Elas podem fazer até seis wil-cards, tem direito a duas atualizações aerodinâmicas e motores descongelados, o que permite evolução ao longo da temporada.

Depois de um ano marcado por recordes, inclusive o de montadora com mais vitórias em uma única temporada — 17 —, Domenicali reconheceu que será difícil repetir o mesmo sucesso, também porque a reação dos adversários será mais forte, mas negou incomodo com a mudança de regulamento.

“Parece impossível superar os recordes deste ano, mas vamos tentar”, disse Domenicali em entrevista ao jornal italiano La Reppublica. “Nossos adversários pediram para mudar as regras a partir do ano que vem, porque, do contrário, seríamos fortes demais para eles”, comentou.

“Mas, tudo bem. Não é um problema, pelo contrário. Para nós, é a melhor campanha de marketing possível”, avaliou.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.