Em festival de quedas, Syahrin supera Lüthi e lidera terceiro treino livre da Moto2 no Japão. Morbidelli é 5º

Foi uma sessão bastante complicada em Motegi. Marcada por diversas quedas, quem acabou reinando no terceiro treino livre da Moto2 neste sábado foi Hafixh Syahrin. Postulantes ao título, Thomas Lüthi e Franco Morbidelli acabaram se acidentando e terminaram em segundo e quinto, respectivamente

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O piso molhado cobrou seu preço no terceiro treino livre deste sábado (13), da Moto2. Em um festival de quedas, Hafizh Syahrin conseguiu sair ileso do cai cai para liderar a sessão molhada com a marca de 1min06s163.
 
Quem apareceu na segunda colocação foi Thomas Lüthi, que liderou boa parte da atividade, mas acabou superado pelo titular da Raceline. O suíço chegou a sofrer um acidente durante uma de suas voltas rápidas, mas nada sofreu.
 
Xavier Siméon ficou com a terceira posição da tabela, enquanto Francesco Bagnaia apareceu no final da sessão para abocanhar o quarto posto. Atual líder da temporada, Franco Morbidelli, que também sofreu uma queda, fechou o top-5.
Hafizh Syahrin (Foto: Reprodução)
Saiba como foi o terceiro treino da Moto2 em Motegi:
 
Assim como nas atividades anteriores, o terceiro treino da Moto2 em terras nipônicas foi com pista molhada. As temperaturas também não estavam altas, com os termômetros marcando apenas 14ºC e o asfalto chegando a 16ºC.
 
O primeiro a marcar a volta mais veloz foi Franco Morbidelli, mas ele rapidamente foi superado por seus adversários. Após os pilotos cravarem os melhores giros, foi Mattia Pasini quem ficou com o topo da tabela com o tempo de 2min09s044.
 
Não demorou para que Thomas Lüthi liquidasse o tempo do titular da Italtrans para se posicionar na primeira posição da folha de tempos. O #12 anotou 2min08s191 e era o mais veloz da sessão.
 
Enquanto isso, um misto de emoções na Marc VDS. Quando Álex Márquez cravou o tempo mais rápido do treino com 36 minutos para o fim, Morbidelli sofreu uma queda na curva 12. O piloto logo subiu de volta para a moto e se dirigiu para os boxes do time.
 
Mas o suíço da Interwetten voava no piso molhado. Ele não deu abertura para o #73, esmagando mais uma vez a antiga marca e agora anotando 2min07s082, 0s881 mais veloz que Márquez.
 
Faltavam pouco mais de 22 minutos para o final da sessão e o #12 não parava de baixar seu tempo. Agora, ele anotava 2min06s540 na liderança mesmo após sofrer uma queda, onde não sofreu nada.
 
Os competidores agora se dirigiam para os boxes para a primeira parada do treino. Era Lüthi quem liderava, com Márquez aparecendo em segundo, Miguel Oliveira era o terceiro, seguido por Xavier Siméon, que completava o top-5.
 
Quando faltavam menos de 15 minutos para a bandeira quadriculada tremular e os pilotos já estavam de volta à pista, foi Hafizh Syahrin quem assumiu a ponta da tabela. O titular da Racelin anotou o tempo de 2min06s163, 0s377 mais veloz que Lüthi.
 
A condição molhada deixou a pista bastante traiçoeira para os pilotos, que protagonizaram um festival de quedas. Além de Morbidelli e Lüthi, também se envolveram em quedas pilotos como Jorge Navarro, Takaaki Nakagami, Marcel Schrotter, Edgar Pons, Augusto Fernandez e Márquez.
 
Nos minutos finais da sessão poucas mudanças foram vistas na pista. Syahrin foi o mais veloz da sessão, seguido por Lüthi. Quem ficou em terceiro foi Siméon, com Francesco Bagnaia pulando para o quarto posto enquanto Morbidelli foi o quinto.

Moto2, GP do Japão, Motegi, 3º treino livre:

1 55 HAFIZH SYAHRIN MAL RACELINE Kalex 2:06.163  
2 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex 2:06.540 +0.377
3 19 XAVIER SIMÉON BEL TASCA Kalex 2:06.559 +0.396
4 42 FRANCESCO BAGNAIA ITA VR46 Kalex 2:06.716 +0.553
5 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex 2:06.716 +0.553
6 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Suter 2:06.749 +0.586
7 45 TETSUTA NAGASHIMA ITA SAG Kalex 2:06.797 +0.634
8 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 2:06.892 +0.729
9 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex 2:06.991 +0.828
10 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 2:07.094 +0.931
11 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex 2:07.262 +1.099
12 97 XAVI VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 2:07.281 +1.118
13 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex 2:07.368 +1.205
14 37 AUGUSTO FERNÁNDEZ ESP SPEED UP 2:07.378 +1.215
15 87 REMY GARDNER AUS TECH3 Mistral 610 2:07.559 +1.396
16 89 KHAIRUL IDHAM PAWI ESP TEAM TADY Kalex 2:07.911 +1.748
17 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP 2:07.940 +1.777
18 33 IKUHIRO ENOKIDO JAP MOTOBUM Kalex 2:07.987 +1.824
19 5 ANDREA LOCATELLI ITA ITALTRANS Kalex 2:08.167 +2.004
20 40 FABIO QUARTARARO FRA PONS Kalex 2:08.237 +2.074
21 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI KIEFER Suter 2:08.264 +2.074
22 10 LUCA MARINI ITA FORWARD Kalex 2:08.299 +2.136
23 23 MARCEL SCHROTTER ALE INTACT Suter 2:08.332 +2.169
24 2 JESKO RAFFIN SUI INTERWETTEN Kalex 2:08.531 +2.368
25 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 2:08.634 +2.471
26 9 JORGE NAVARRO ING GRESINI Kalex 2:08.702 +2.539
27 62 STEFANO MANZI ITA VR46 Kalex 2:08.912 +2.749
28 32 ISAAC VIÑALES ESP SAG Kalex 2:09.306 +3.143
29 6 TARRAN MACKENZIE ING KIEFER Suter 2:09.395 +3.232
30 49 AXEL PONS ESP RW Kalex 2:09.774 +3.611
31 27 IKER LECUONA ESP INTERWETTEN Kalex 2:10.052 +3.889
32 34 RYO MIZUNO JAP MuSASHi RT HARC-PRO Kalex 2:10.488 +4.325
33 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex 2:11.820 +5.657
             
RECORDE FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex 1:50.788 156.0 km/h
MELHOR VOLTA JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex 1:49.961 157.1 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA MOLHADA   ar: 14ºC | pista: 16ºC

#GALERIA(7208)

’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube