Em recuperação após fraturas múltiplas, Rabat diz que teve sorte no acidente em Silverstone

Tito Rabat considerou que teve sorte no acidente em Silverstone, já que poderia te sofrido algo mais grave se não tivesse se levantado no último minuto. Espanhol fraturou fêmur, fíbula e tíbia da perna direita

Tito Rabat reconheceu que teve sorte no acidente que sofreu durante o quarto treino livre da MotoGP. O espanhol admitiu que poderia ter sofrido lesões piores se não tivesse se levantado pouco antes de ser atingido pela moto de Franco Morbidelli.
 
Ainda internado, Tito Rabat conversou com a imprensa em Barcelona (Foto: Avintia)

Na segunda-feira, Rabat concedeu uma entrevista coletiva no Hospital Universitário Quirón-Dexeus, para onde foi transferido no fim da semana passada, e relembrou o susto pelo qual passou.

 
O piloto da Avintia reconheceu que teve sorte no momento do acidente e contou que só percebeu a moto de Morbidelli ao ser alertado por Álex Rins, que tinha caído pouco antes e se preocupou em sinalizar os riscos para os colegas.
 
“Está claro que podia ter sido muito pior”, disse Rabat. “Falo de sorte, pois, quando estava no chão, me lembro de pensar ‘não vou levantar. Estou aqui’, e, de repente, vi que Rins estava pulando, olhei para trás, vi de longe a moto de Franco e, no último momento, me levantei. Se eu não tivesse levantado e a moto me atingisse, teria acontecido outra coisa. Foi sorte que me atingiu na perna. Mas, sorte ou azar, foi isso que aconteceu”, seguiu.
 
Ainda, o #53 deu sua avaliação das condições da pista e considerou que o trabalho feito pela Aggregate Industries não foi bem feito.
 
“Silverstone era minha mista favorita”, recordou. “Acho que o recapeamento que fizeram foi realmente muito ruim, porque as ondulações do ano passado eram, no mínimo, as mesmas que tinham neste ano. A aderência era, inclusive, pior”, apontou. 
 
“E, depois, falando da capacidade do asfalto de escoar a água, não é nem a metade do que era, porque já corremos com chuva forte em Silverstone e era perfeitamente possível. Acho que não foi bem feito”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube