MotoGP

FIM lamenta “terrível golpe” com incêndio em Jerez e diz que Dorna “vai trabalhar duro” para que MotoE aconteça

Presidente da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), Jorge Viegas lamentou o “terrível golpe” do incêndio que destruiu as motos da Copa do Mundo de MotoE. O dirigente, no entanto, se disse confiante no futuro do que classificou como uma “empolgante nova aventura”
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Presidente da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), Jorge Viegas lamentou o incêndio que destruiu as motos da Copa do Mundo de MotoE. O dirigente classificou o que chamou de “infeliz ocorrência” como um “terrível golpe”, mas se disse confiante no futuro.
 
Um incêndio de grandes proporções destruiu as 18 motos que compõem o grid da Copa do Mundo de MotoE. As chamas atingiram o paddock do circuito de Jerez de la Frontera por volta da 0h15 desta quinta-feira (14), onde a categoria realizava uma bateria de três dias de testes coletivos.
 
Em uma nota enviada à imprensa, a FIM ressaltou as perdas materiais com o incêndio no E-paddock de Jerez, mas celebrou a ausência de feridos e disse que a Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, se comprometeu a trabalhar duro para superar o contratempo.
Incêndio em Jerez destruiu as 18 motos da Copa do Mundo de MotoE (Foto: Reprodução/Twitter)
“A FIM foi informada nesta manhã de que um sério incêndio ocorreu no E-Paddock do Circuito de Jerez – Ángel Nieto nas primeiras horas do dia causando um considerável dano material e perdas, mas, felizmente, sem feridos”, diz a nota. “A Dorna assegurou à FIM que vai trabalhar duro para superar esse grande revés e garantir que a Copa do Mundo aconteça o mais cedo possível apesar de todo o trabalho adicional que será exigido agora”, segue.
 
“O Presidente da FIM expressa seu grande pesar com a destruição das motocicletas e do equipamento associado à Copa do Mundo de MotoE, que deve começar em Jerez em maio”, completa.
 
Recém-empossado, Viegas apostou na força dos envolvidos com o certame para deixar para trás do eventos desta quinta-feira. 
 
“É um terrível golpe, mas tenho certeza de que todos aqueles que estão trabalhando nesta empolgante nova aventura vão encontrar força e motivação para superar esta infeliz ocorrência e fazer do campeonato um sucesso”, disse Viegas. “Nós estamos ansiosos para deixar isso para trás e estamos confiantes no futuro”, concluiu.