Foggia escapa na volta final e vence primeira na Moto3 no GP da Tchéquia

O piloto da Leopard colocou a Honda no topo do pódio do GP da Tchéquia ao receber a bandeirada com 0s205 de vantagem para Albert Arenas. Ai Ogura completa o pódio

LEIA TAMBÉM
Máscaras, marmitas, distância e confinamento: a nova rotina da pandemia na MotoGP

Le jour de gloire est arrivé!: Quartararo reescreve história da França na MotoGP

O grande dia de Dennis Foggia no Mundial de Motovelocidade, enfim, chegou. O piloto da Leopard foi certeiro neste domingo (9), soube controlar a concorrência e, com uma atuação sem erros na volta final, abriu vantagem para cruzar a linha de chegada com 0s205 de folga e vencer pela primeira vez na Moto3.

No apagar das luzes, Gabriel Rodrigo saiu bem e tomou a ponta, mas logo depois deu uma bela sacudida e vou Albert Arenas assumir o comando. O piloto da Aspar, porém, não consolidou a liderança, que foi assumida por Dennis Foggia.

O piloto da Leopard se manteve na liderança por seguidas voltas, mas sem conseguir abrir uma vantagem decisiva. Enquanto isso, os rivais foram mudando: Tatsuki Suzuki e Jaume Masià caíram e abandonaram. Tony Arbolino errou e despencou no pelotão.

Dennis Foggia venceu pela primeira vez (Foto: Leopard)

Na reta final da disputa em Brno, a pressão no italiano da Leopard aumento. Ai Ogura chegou a tomar brevemente a liderança, mas Dennis conseguiu dar o troco e voltar ao comando, abrindo um respiro crucial.

Nos metros finais, o #7 não encontrou rivais e viu a bandeirada com 0s205 de vantagem para Albert Arenas, o líder do Mundial. Ai Ogura apareceu só 0s046 atrás para ficar com o terceiro posto.

Niccolò Antonelli ficou com o quarto posto, seguido por John McPhee e Raúl Fernández. Jeremy Alcoba ficou em sétimo, com o photo-finish decidindo a disputa pelo oitavo lugar em favor de Arbolino, com Romano Fenati aparecendo em nono, 0s001 atrás. Stefano Nepa fecha o top-10.

Com o resultado desta quarta etapa da temporada 2020 da Moto3, Arenas chegou aos 70 pontos e lidera o campeonato com 18 de frente para Ogura. McPhee tem a terceira colocação, seguido por Suzuki, Raúl Fernández, Foggia, Arbolino, Celestino Vietti e Gabriel Rodrigo. Jeremy Alcoba completa o top-10, 42 pontos atrás do líder.

Na disputa entre os construtores, a Honda lidera com 90 pontos, só quatro a mais que a KTM. A Husqvarna aparece na lanterna, com só 17 tentos. A Aspar lidera a disputa do Mundial de Equipes, à frente da Sic58.

Saiba como foi o GP da Tchéquia de Moto3:

A Moto3 foi a primeira das classes a correr o GP da Tchéquia neste domingo. Quando alinhou para o grid de largada, o céu estava claro e o tempo quente, com termômetro atingindo 28ºC e o asfalto batendo 37ºC. A umidade estava a 51% e uma leve brisa soprava a 3 km/h.

Quem largou da pole-position foi Raúl Fernández, sua primeira posição de honra do grid na categoria. Saindo ao seu lado estava o argentino Gabriel Rodrigo, com Tatsuki Suzuki completando a primeira fila do pelotão.

Albert Arenas, atual líder da classificação, precisaria escalar algumas posições ao longo da prova, pois conseguiu apenas o sétimo posto para a largada. Davide Pizzoli teria de largar do fundo do grid e cumprir uma punição de volta longa por pilotagem irresponsável durante o Q1.

Largada autorizada em Brno, com Raúl caindo para a terceira colocação. Na briga pela primeira colocação, Gabriel chegou a pular para a ponta, mas Arenas teve excelente saída e era o primeiro colocado.

Quando tentava se aproximar do #75 da Aspar, o argentino da Gresini sofreu um forte highside e quase foi ao chão. Mas o piloto conseguiu controlar a moto, mas perdeu diversas colocações e acabou em oitavo.

No fim do primeiro giro, Albert liderava o pelotão já com uma vantagem de 0s854. Tony Arbolino é que aparecia na segunda colocação, com Ai Ogura, Fernández e Suzuki completando os cinco primeiros.

Tony tentava usar o vácuo para se aproximar do espanhol, conseguindo tirar 0s6 de desvantagem. Entretanto, precisou lidar com a pressão de Fernández, não conseguiu segurar o piloto da Red Bull KTM Ajo e caiu para terceiro.

As coisas estavam bastante próximas no circuito tcheco com os primeiros 11 pilotos separados por apenas 1s007. O pelotão que brigava pelas primeiras colocações tinha nada menos que oito pilotos.

Quando estava na segunda colocação, Suzuki cometeu um pequeno erro, levando a moto ao limite e quase caindo. O japonês da SIC58 conseguiu controlar o lance, mas acabou caindo para quarto.

Dennis Foggia tratou de se intrometer na batalha pelas primeiras colocações. O italiano saltou para a primeira colocação e vinha imprimindo grande ritmo. O piloto da Leopard virava mais rápido em todos os setores do circuito tcheco, abrindo mais de 0s2 para o restante do pelotão.

Enquanto isso, Arenas caiu para o terceiro posto, com Ogura também passando o líder da classificação. Entretanto, o espanhol da Aspar conseguiu voltar para a segunda colocação. O piloto estava apenas a 0s081 do primeiro colocado.

Com dez voltas para o final, a ordem na pista era Foggia, Arenas, Arbolino, Ogura, Fernádez, Suzuki, John McPhee, Jaume Masià, Nicolò Antonelli e Jeremy Alcoba.

Na reta final da disputa, duas quedas foram vistas. Maximiliam Kofler foi o primeiro a ir ao chão, com Alonso López caindo logo depois. Suzuki, que estava entre as primeiras colocações, também acabou levando um tombo.

Com a ordem do momento, Arenas seguia como líder da classificação, com a vice-liderança passando para as mãos de McPhee. Ogura vinha em terceiro, com Suzuki e Arbolino fechando o top-5.

As coisas estavam movimentadas em Brno e ainda era impossível cravar qual seria o resultado final. Faltando apenas seis voltas para a bandeira quadriculada, Foggia era o líder, enquanto Arenas caiu para a quinta posição.

Foggia tentava se desprender do restante dos pilotos e começou a ganhar pequeno respiro. O piloto da Leopard conseguiu vantagem de 0s331 para Masià, o segundo colocado. Entretanto as coisas ainda mudariam.

O titular da Leopard, companheiro do ponteiro da prova, acabou perdendo a frente de sua moto e foi ao chão, abandonando a prova com duas voltas para o fim. Quem herdou a segunda posição foi Ogura.

Os últimos metros tinham nove pilotos brigando pelas posições da ponta. Foggia e Ogura protagonizaram um belo embate, com Arenas entrando na briga, com os pilotos chegando a ficar lado a lado na briga. O primeiro pelotão tinha oito pilotos na disputa.

Bandeira quadriculada e a vitória ficou com Foggia, sua primeira vitória na Moto3, terceiro pódio na classe. Arenas foi o segundo colocado, com Ogura completando o pódio do dia.

Moto3 2020, GP da Tchéquia, Brno, Final:

1D FOGGIALeopard Honda39:06.37018 voltas
2A ARENASAspar KTM+0.205 
3A OGURAAsia Honda+0.251 
4N ANTONELLISIC58 Honda+0.381 
5J MCPHEESIC HONDA+0.509 
6R FERNANDEZRed Bull KTM Ajo+0.808 
7J ALCOBAGresini Honda+0.889 
8T ARBOLINOSnipers Honda+1.647 
9R FENATIMAX Husqvarna+1.648 
10S NEPAAspar KTM+8.815 
11K TOBARed Bull KTM Ajo+8.828 
12D BINDERCIP KTM+8.849 
13C VIETTIVR46 KTM+8.866 
14A MIGNOVR46 KTM+8.986 
15D ÖNCÜTech3 KTM+9.089 
16S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda+9.124 
17R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda+9.589 
18C TATAYAvintia KTM+9.723 
19G RODRIGOGresini Honda+12.594 
20A SASAKITech3 KTM+12.656 
21B BALTUSPrüstel KTM+23.720 
22K PAWISIC Honda+23.766 
23J DUPASQUIERPrüstel KTM+31.955 
24D PIZZOLIRBA KTM+36.734 
25F SALACSnipers Honda+47.046 
 J MASIÀLeopard HondaNC 
 Y KUNIIAsia HondaNC 
 T SUZUKISIC58 HondaNC 
 A LÓPEZMAX HusqvarnaNC 
 M KOFLERCIP KTMNC 
 R ROSSIRBA KTMNC 
Paddockast #73 | A maratona da Fórmula E em Berlim
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube