Gardner cai feio no warm-up, fratura pé e mão e fica fora do GP de San Marino de Moto2

O filho do lendário Wayne Gardner sofreu uma forte queda na manhã deste domingo (13) em Misano e não poderá correr. O australiano foi ejetado da moto na curva 11

A Moto2 perdeu o pole-position para a corrida deste domingo (13). Remy Gardner sofreu uma queda no warm-up desta manhã e não poderá largar no GP de San Marino e da Riviera de Rimini após fraturar pé e mão esquerdos, uma vez que foi declarado inapto pelos médicos.

O australiano da SAG foi ejetado da moto na curva 11 do Circuito Marco Simoncelli já na parte final do treino da Moto2. Gardner voou alto e caiu no chão com força. Levado ao centro médico de Misano, os exames mostraram fraturas no pé e na mão esquerda, o que vai impedir a participação do australiano na corrida.

Relacionadas


Gardner tinha ficado com a pole da Moto2 por conta de uma punição a Sam Lowes. O britânico destruiu o recorde da pista na classificação, mas terá de largar do pit-lane por ter causado um acidente no GP da Estíria.

Na ausência do australiano, é Luca Marini quem vai puxar a fila do grid no GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O piloto da VR46 tem a liderança do Mundial, à frente de Enea Bastianini e Jorge Martín, que não corre no fim de semana, pois contraiu Covid-19.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.