Lecuona bate Miller no molhado e comanda primeiro treino da MotoGP em Valência

Se despedindo da MotoGP, o espanhol cravou 1min40s569 e colocou a KTM no topo da folha de tempos do primeiro treino para o GP da Comunidade Valenciana. 0s161 mais lento que o piloto da Tech3, Miguel Oliveira ficou em terceiro

BINDER FAZ LAMBANÇA NO ALGARVE E AMPLIA DEBATE POR IDA PRECOCE À MOTOGP | GP às 10

Iker Lecuona quer se despedir da MotoGP mostrando que merece uma vaga no grid. A caminho do Mundial de Superbike depois de perder a vaga na Tech3, o espanhol mostrou boa forma na manhã desta sexta-feira (12) e bateu Jack Miller com a pista molhada para comandar o primeiro treino livre para o GP da Comunidade Valenciana.

O jovem espanhol anotou 1min40s569 na melhor das 19 voltas que completou nesta manhã e fechou a atividade com 0s155 de vantagem para Miller. Miguel Oliveira conseguiu avançar no giro final e ficou com o terceiro posto, 0s161 atrás de Iker.

Iker Lecuona liderou o treino em Valência (Foto: Tech3)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Johann Zarco colocou a Pramac na quarta colocação, à frente de Joan Mir. Francesco Bagnaia sofreu uma queda neste TL1, mas acabou em sexto, diante de Luca Marini, que também levou um tombo nos minutos finais da atividade.

Franco Morbidelli aparece como melhor Yamaha, em oitavo. Pol Espargaró e Takaaki Nakagami fecham a lista dos dez melhores. Fabio Quartararo ficou em 15º, com Valentino Rossi sem marcar tempo.

A classificação da MotoGP para o GP da Comunidade Valenciana, em Valência, acontece no sábado, às 10h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Saiba como foi o treino 1 da MotoGP em Valência:

O primeiro treino da MotoGP no circuito Ricardo Tormo começou com chuva fina e frio. Quando os pilotos entraram na pista, os termômetros mediam 13°C no ambiente e no asfalto, com a velocidade do vento em 2 km/h.

Miguel Oliveira foi o primeiro a aparecer no topo da tabela, mas logo deu lugar a Francesco Bagnaia. O português, contudo, chegou em 1min42s107 na quarta volta e retomou a liderança, 0s446 melhor que o italiano da Ducati. Álex Rins vinha em terceiro, seguido por Danilo Petrucci e Joan Mir.

Novidade na MotoGP, a câmera no ombro do piloto foi colocada em Fabio Quartararo nesta sexta-feira (Vídeo: MotoGP)

Com um par de pneus macios de chuva, Oliveira seguiu melhorando a performance e manteve a ponta ao baixar para 1min41s746. Agora, porém, era Jack Miller quem tinha o segundo posto, diante de Bagnaia. Rins, Petrucci, Mir e Iker Lecuona.

Ainda no início da sessão, Petrucci sofreu uma queda na curva 4 de Valência ao ser arremessado da moto. O italiano precisou de alguns instantes na brita para retomar o fôlego, mas deixou a pista caminhando.

Enquanto isso, Bagnaia foi a 1min41s511 para assumir o topo da tabela, logo melhorando a marca para abri 0s350 de margem para Miller. Oliveira caiu para terceiro, diante de Rins e Lecuona.

Danilo Petrucci registrou a primeira queda na MotoGP no fim de semana (Vídeo: MotoGP)

Instantes depois, contudo, Peco foi pego pelas condições e caiu na curva 2. O italiano escapou de lesões maiores, mas precisou voltar de carona aos boxes da Ducati.

Passados os primeiros 20 minutos de sessão, Bagnaia seguia no topo da tabela, liderando um top-10 formado por Miller, Oliveira, Lecuona, Rins, Petrucci, Mir, Takaaki Nakagami, Jorge Martín e Fabio Quartararo.

No fim de semana de despedida da MotoGP, Valentino Rossi ainda não tinha registrado tempo, assim como Andrea Dovizioso e Enea Bastianini.

De volta à pista, Jorge Martín avançou uma posição ao registrar 1min42s999 e assumiu o oitavo lugar, 1s755 atrás de Bagnaia. Logo depois, Pol Espargaró pulou para sétimo, 1s592 mais lento que o ponteiro.

Com cerca de 15 minutos para o fim da sessão, algo se soltou da RS-GP de Maverick Viñales em plena reta. Um comissário logo cruzou a pista correndo para remover do traçado o pedaço da Aprilia.

Maverick Viñales deixou um pedacinho da RS-GP para trás no TL1 em Valência (Vídeo: MotoGP)

Instantes depois, Pol Espargaró assumiu o quinto lugar ao cravar 1min42s354, 1s110 mais lento que Bagnaia, que seguia com folga no comando. Atrás, Martín se instalou em oitavo, diante de Mir e Nakagami.

Johann Zarco também conseguiu avançar na tabela. Na 14ª volta nesta manhã, o francês pulou para sétimo ao anotar 1min42s401, 1s157 atrás de Bagnaia. Franco Morbidelli seguiu o mesmo rumo e avançou para a quinta posição, ainda mais de 1s atrás de Pecco.

Com pouco mais de seis minutos para o fim, Miller foi a 1min40s724 e assumiu o comando, 0s520 melhor que Bagnaia. Martín subiu para terceiro, para formar um 1-2-3 de Ducati. Oliveira ficou em quarto, diante de Zarco, Nakagami, Pol Espargaró, Lecuona, Luca Marini e Morbidelli.

Lecuona conseguiu ser ainda mais rápido e avançou para terceiro, 0s649 atrás de Miller, que vinha baixando tempo, mas não conseguiu melhorar.

Marini, por outro lado, conseguiu uma volta melhor e, com 1min41s524, subiu para a quarta colocação, 0s800 atrás de Jack.

Morbidelli avançou mais uma vez, agora para se instalar na segunda colocação, 0s476 atrás de Miller. Pecco era o terceiro, diante de Lecuona, Zarco e Oliveira.

Com pouco mais de 4 minutos para o fim, Miller caiu na curva 1. O australiano escapou da pista e, ao frear na parte pintada do asfalto, não conseguiu se manter em cima da Desmosedici.

Jack Miller caiu nos minutos finais da sessão (Vídeo: MotoGP)

Enquanto isso, Marini saltou para segundo, 0s380 atrás de Miller. Logo depois, contudo, Lecuona passou em 1min40s569 e tomou a liderança. O espanhol também se despede de MotoGP neste fim de semana, já que vai para o Mundial de Superbike para defender a Honda.

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Cheste, Oliveira virou 1min40s730 e subiu para terceiro, 0s11 atrás de Lecuona.

MotoGP 2021, GP da Comunidade Valenciana, Valência, Treino livre 1:

1I LECUONATech3 KTM1:40.569 
2J MILLERDucati1:40.724+0.155
3M OLIVEIRAKTM1:40.730+0.161
4J ZARCOPramac Ducati1:40.940+0.371
5J MIRSuzuki1:40.943+0.374
6F BAGNAIADucati1:41.015+0.446
7L MARINIAvintia VR46 Ducati1:41.104+0.535
8F MORBIDELLIYamaha1:41.200+0.631
9P ESPARGARÓHonda1:41.300+0.731
10T NAKAGAMILCR Honda1:41.486+0.917
11A RINSSuzuki1:41.512+0.943
12J MARTÍNPramac Ducati1:41.547+0.978
13A ESPARGARÓAprilia Gresini1:41.889+1.320
14E BASTIANINIAvintia Ducati1:41.974+1.405
15F QUARTARAROYamaha1:42.081+1.512
16A MÁRQUEZLCR Honda1:42.158+1.589
17B BINDERKTM1:42.168+1.599
18A DOVIZIOSOSRT Yamaha1:42.182+1.613
19D PETRUCCITech3 KTM1:42.438+1.869
20M VIÑALESAprilia Gresini1:42.767+2.198
21V ROSSISRT YamahaSem tempo
CINCO DISPUTAS PARA SE OBSERVAR NO FIM DO MUNDIAL DE MOTOVELOCIDADE | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar