Índia cancela etapa da MotoGP em 2024, mas vira abertura da temporada 2025

Após diversas divergências com a Dorna, a promotora do GP da Índia cancelou a etapa de 2024 e alegou problemas com o clima na região. Agora, o país asiático vai receber a abertura do próximo campeonato

Depois de diversos rumores e desacordos políticos entre os promotores e a Dorna, o GP da Índia de 2024 foi oficialmente cancelado na temporada 2024 da MotoGP, mas vai receber a abertura do campeonato no próximo ano no circuito de Buddh.

Em comunicado, a Fairstreet Sports, promotora da prova, alegou que as condições climáticas foram decisivas para a mudança no calendário, pois o forte calor no país em setembro causou muito desgaste em pilotos e funcionários do circuito. Sendo assim, o início do ano é mais agradável para a prática esportiva. A etapa do Catar, que tradicionalmente abre o certame, será realizada em outra data, por conta de datas religiosas no mês de março.

“Foi uma decisão mútua de mudar a corrida para março do próximo ano. Estamos de olho na primeira ou segunda semanas de março”, disse Pushkar Nath Srivastava, diretor-executivo da promotora Fairstreet Sports, à agência de notícias PTI.

“Todas as partes interessadas, inclusive a Dorna, concordaram que o clima em setembro não é propício para a realização da corrida, dificultando para plotos e fiscais, como vimos no ano passado. Com apoio do governo de Uttar Pradesh, a corrida em março será um excelente marco para eventos do esporte a motor”, acrescentou.

Índia estreou no calendário da MotoGP em 2023 (Foto: Aprilia)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Apesar da justificativa oficial da promotora, a imprensa local afirmou que a etapa indiana ficou ameaçada pela falta de pagamentos a fornecedores e principalmente para a Dorna, detentora dos direitos do Mundial de Motovelocidade.

Procurada pelo GRANDE PRÊMIO no início do mês, a organização do GP da Índia chegou a assegurar a realização do evento em 2024 e destacou que os pagamentos serão feitos após o dia 4 de junho, quando acontecem as eleições no país, mas que até lá eles estão suspensos por uma lei.

A primeira visita da MotoGP à Índia, no ano passado, já foi conturbada. A pista de Buddh foi escolhida como parte de um plano de expansão da categoria no sul da Ásia, mas as demoras para homologação da pista e liberação de vistos para funcionários das equipes e jornalistas causaram estresse antes do evento.

A saída da prova indiana do calendário de 2024 abre espaço para o Cazaquistão retornar. A etapa no circuito de Sokol foi adiada por conta de uma emergência climática enfrentada em toda a Ásia Cental. No comunicado enviado, porém, o Mundial de Motovelocidade não determinou uma nova data para o evento, que pode substituir agora o buraco deixado pela Índia.

Além da Índia, é bom lembrar que a MotoGP 2024 já perdeu o GP da Argentina, que teve de ser cancelado por conta dos cortes definidos pelo governo.

MotoGP volta a acelerar entre os dias 31 de maio e 2 de junho para o GP da Itália, em Mugello, com a 7ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.