Zarco aponta problemas na Honda e pede mudanças imediatas no “DNA da moto”

Johann Zarco até conseguiu garantir alguns pontos no GP da França, mas ainda se vê pouco competitivo com a moto da Honda e pediu mudanças importantes para a montadora japonesa ao longo da temporada 2024

O GP da França marcou a corrida em casa para Johann Zarco. Sem grande destaque, o piloto da LCR terminou na modesta 12ª posição e garantiu alguns pontos, além de igualar o melhor resultado da temporada. Mesmo assim, saiu de Le Mans sem muita animação com a RC213V, moto da Honda para 2024.

Apesar de ficar satisfeito com a performance individual, sendo o melhor piloto da Honda em Le Mans, Zarco acredita que a montadora japonesa precisa de grandes mudanças no equipamento para a sequência do campeonato.

“Agora, quando você consegue quatro pontos, aceita como algo positivo. Primeiro objetivo é terminar a corrida e garantir esses pontos. Sabemos que não somos competitivos neste momento, aceitamos isso, mas vamos seguir trabalhando como se a briga por pódio fosse possível”, afirmou.

“Divido a performance do fim de semana entre a moto e eu. Desde Jerez, me sinto competitivo. Me sinto focado no que preciso fazer, capaz de atacar quando necessário e isso me deixa satsifeito. Agora vamos seguir para o teste privado em Mugello, na quarta-feira”, acrescentou o piloto da LCR.

Johann Zarco garantiu mais alguns pontos em 2024 (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“No momento, fazemos testes para conseguir mais informações sobre como controlar a aderência na parte traseira. Mas há um problema maior na base, no coração da moto. O que quero dizer é que o DNA da moto precisa mudar para nos dar esperanças”, finalizou.

Nesta quarta-feira (15), Zarco vai testar com a LCR em Mugello em sessão privada. A equipe de fábrica da Honda também estará presente com os titulares Joan Mir e Luca Marini, assim como a Yamaha vai contar com Álex Rins. Aprilia e Ducati vão participar da atividade com os respectivos pilotos de testes.

MotoGP volta a acelerar entre os dias 24 e 26 de maio, para o GP da Catalunha, em Barcelona, com a 6ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.