Zarco vê como “benefício para todos” Honda não focar em único piloto

Johann Zarco revelou que a Honda mudou o modo de trabalho na MotoGP após perder Marc Márquez, mas reconheceu o novo método foi benéfico para os pilotos

Johann Zarco afirmou que a ida de Marc Márquez para a Gresini forçou a Honda a trabalhar de forma diferente a partir de 2024, e isso tem sido bom para a fabricante. Dessa forma, na visão do francês, a marca japonesa pode seguir diferentes caminhos no desenvolvimento da moto e, ouvindo o feedback de todos os pilotos que usam seu equipamento, pode torná-lo mais competitivo.

Marc Márquez venceu seis títulos pela Honda e impôs um domínio poucas vezes visto antes na história da MotoGP. O espanhol naturalmente se tornou a estrela do time e passou a ter a moto desenvolvida baseada em seu estilo de pilotagem. 

Relacionadas


Porém, o caminho tomadotrilhado pela Honda gerou consequências, com os demais pilotos tendo dificuldades de se adaptarem ao equipamento. A situação ficou ainda pior em 2020, quando Márquez lesionou no início da temporada e precisou se afastar do esporte enquanto se recuperava.

A Honda acabou perdendo desempenho e não conseguiu voltar ao topo mesmo depois do retorno de Márquez. Por isso, foi última colocada entre os construtores em 2023 e, de quebra, perdeu o espanhol para a Gresini.

Marc Márquez deixou a Honda para defender a Gresini em 2024(Foto: Red Bull Content Pool)

Agora, sem um grande líder na equipe de fábrica, a Honda mudou sua forma de trabalhar e está desenvolvendo sua moto com base no feedback de todos os pilotos. E Zarco vê isso como algo positivo.

“Não é muito para mim [o desenvolvimento]. Mesmo que às vezes eu consiga ser mais rápido, o que compartilhamos uns com os outros ajuda a elevar o nível da Honda, e isso é um benefício para todos. No momento com a Honda, a grande mudança em relação ao ano anterior é que não há um grande líder na equipe de fábrica”, disse o francês.

“Não quero dizer que sou o líder, mas somos muito parecidos e isso é útil para ambas as equipes obterem o máximo de desenvolvimento, então a Honda está fazendo dessa forma. Podemos entender que no passado ter Marc poderia resolver todos os problemas e então eles se concentraram demais neles”, finalizou Zarco.

MotoGP volta a acelerar entre os dias 22 e 24 de março, em Portimão, em Portugal, com a segunda etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.