McPhee pede desculpas por agredir Alcoba após acidente no Catar: “Não reagi bem”

Depois de agredir Jeremy Alcoba no GP de Doha, e ser flagrado pelas câmeras, John McPhee apareceu em uma rede social e se desculpou com o rival, fãs, equipes e patrocinadores, A dupla lutadora foi punida pela direção de prova

O GP de Doha, segunda etapa da Moto3 em 2021, não terminou como John McPhee esperava. Após se manter no pelotão principal, que lutava pela vitória, o escocês foi abalroado pela moto de Jeremy Alcoba na volta 13 e precisou abandonar. O que se viu depois, no entanto, foi uma cena lamentável.

No incidente, Alcoba foi tocado por Darry Binder. O espanhol perdeu o controle de sua moto e decolou. O equipamento da Gresini ainda acertou a cabeça de McPhee. Ambos abandonaram e protagonizaram cenas de luta livre após discussão na área de escape do circuito de Losail, no Catar.

“Deixei minhas emoções tomarem o melhor de mim no Catar. Fui derrubado por erro de outro piloto pela segunda semana. Eu devo me desculpar pela conduta, não reagi bem ao incidente”, escreveu McPhee nas redes sociais.

Jeremy Alcoba e John McPhee caíram e abandonaram nas voltas finais (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Relembre o histórico de transmissões da Indy no Brasil

“É um esporte de muita adrenalidade, com óbvio perigo. Ter a moto de um competidor acertando minha cabeça despertou uma resposta fora do normal e me desculpo com meus fãs, minha equipe, com a Petronas e nossos parceiros. Aceito a punição e vou seguir para Portimão focado”, completou o piloto da SRT.

Após a corrida, McPhee e Alcoba foram punidos pela direção de prova pela briga. Cada um foi multado em € 1000 (cerca de R$ 6700) e vão largar dos boxes na próxima etapa, o GP de Portugal.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube