KTM promove Oliveira e contrata Petrucci para vaga na Tech3

A expectativa da assinatura do italiano foi confirmada, mas com surpresa de ir para a equipe satélite. Miguel Oliveira volta a ser companheiro de Brad Binder em 2021

A KTM confirmou os rumores e assinou com o italiano Danilo Petrucci para as temporadas 2021 e 2022 da MotoGP, porém, com uma reviravolta na história. Ele ocupará uma vaga na Tech3, a equipe satélite, ao lado de Iker Lecuona, enquanto o português Miguel Oliveira foi promovido ao time principal, ao lado de Brad Binder.

Aos 29 anos de idade, Petrucci foi preterido por Jack Miller na Ducati para 2021. O italiano correu pela Pramac entre 2015 e 2018 antes de ganhar a promoção ao time principal da montadora em 2019, onde conquistou três pódios e a primeira vitória da carreira no GP da Itália. Mesmo sem correr em 2020, não ganhou a renovação de contrato com os italianos.

Pit Beirer confirmou assinatura com Danilo Petrucci (Foto: KTM)

“Fico extremamente satisfeito em ter esses quatro rapazes juntos em nosso programa da MotoGP. Brad e Miguel têm um relacionamento de trabalho produtivo e mostraram o talento e desejo de vencer durante todos os estágios de uma corrida. Acreditamos que têm a determinação necessária de levar nosso projeto adiante”, declarou Pit Beirer, chefe da KTM

“O mesmo serve para a Tech3 que felizmente trazemos Danilo para a família. Sua experiência conta muito, mas também bancamos um piloto que é comprometido e com a atitude certa. Acreditamos que ainda tem algo para mostrar na MotoGP. De um lado, estamos investindo nos ponteiros do futuro da MotoGP, mas facilmente podem se tornar estrelas em 2021 e isso seria animador de se ver. Temos dois ajustes, mas realmente é uma grande equipe com quatro atletas nas mesmas motos e com as mesmas possibilidades. O desenvolvimento dos nossos pilotos e seu sucesso vai ser uma ótima história para a KTM e vai ter o sabor ainda mais doce levar esses rapazes ainda mais alto em uma competição tão difícil”, completou.

Danilo Petrucci está na MotoGP desde 2012 (Foto: Ducati)

“Iker Lecuona, o piloto mais jovem do grid atualmente, vai estar conosco novamente em 2021. Estamos muito felizes sobre isso porque é um grande movimento para ele pular para uma moto da MotoGP e, infelizmente, não teve muitas chances ainda de mostrar o que pode fazer. E teremos o prazer de receber Danilo em 2021. Danilo é um homem que respeito muito. É um cara ‘normal’, que sempre diz cumprimenta todos, tem muito carisma e ótimo senso de humor. Acima de tudo – e talvez mais importante – pensa na equipe e é vencedor na MotoGP. Há quatro pilotos KTM no grid com o mesmo apoio, mesmo equipamento e isso nos mostra o apoio que a KTM dá para o time. Gostaria de agradecer Stefan Pierer, Hubert Trunkenpolz e Pit Beirer: são notícias animadoras e um programa animador. Queremos ir bem em 2020, mas já estamos igualmente impacientes para começar a trabalhar com a equipe de 2021”, comentou Hervé Poncharal, chefe da Tech3, comemorando a renovação do jovem Lecuona.

Rumores já indicavam a ida de Petrucci à KTM, especialmente após a ligação de Pol Espargaró com a Honda, porém, o italiano fica na equipe satélite enquanto Miguel Oliveira recebe uma promoção.

Vice-campeão na Moto2 e na Moto3, Oliveira estreou na classe rainha em 2019 pela Tech3, somando 33 pontos mesmo perdendo as três corridas finais por conta de uma lesão. Miguel criticou a KTM publicamente no ano passado por conta do anúncio da promoção de Binder em 2020 no lugar de Johann Zarco.

“Estou realmente feliz com essa oportunidade que a KTM me ofereceu pelos próximos dois anos. Sinto que confiam em mim para mostrar meu valor como piloto neste projeto. Desde o primeiro dia, tenho dado meu melhor nesta moto e acreditado no seu potencial de conseguir bons resultados e isso é o que quero entregar no futuro próximo. Acho que estamos no lugar certo para isso e para me desenvolver como piloto. É uma ótima oportunidade. Ainda temos de nos focar em 2020, mas me sinto grato por esse ótimo desafio. Obrigado, KTM”, disse o português

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube