Lesionado, Rins fala em corrida “inacreditável” em Jerez: “Senti cada vez mais dor”

O piloto da Suzuki completou o GP da Andaluzia na décima colocação, mesmo correndo com uma fratura no ombro direito. Espanhol foi recebido com aplausos pela equipe após a corrida em Jerez

LEIA TAMBÉM
SUPER-HERÓIS DE CARNE E OSSO: os retornos mais impressionantes do Mundial

Álex Rins precisou superar a dor para completar o GP da Andaluzia. O espanhol voltou às pistas apenas dias depois de ter sofrido uma fratura no ombro direito no GP da Espanha da semana passada.

Ao contrário de Marc Márquez e Cal Crutchlow, Rins não passou por cirurgia, mas fez diversos tratamentos ao longo da semana para tentar se recuperar para a segunda etapa da temporada 2020 da MotoGP. Álex perdeu apenas o terceiro treino livre e se classificou na 20ª colocação no grid andaluz.

Álex Rins também teve o ombro deslocado no GP da Espanha (Foto: Suzuki)

“A corrida foi inacreditável. Eu já estava sofrendo no momento que me juntei ao grid antes da largada”, disse Rins.

Apesar das condições físicas do espanhol, a Suzuki aproveitou a corrida de Jerez para debutar o dispositivo que auxilia na largada. O chamado ‘holeshot’ foi trazido do motocross pela Ducati e baixa o centro de gravidade da moto, mantendo a dianteira grudada ao chão.

“Tive uma largada incrível, mas, conforme as voltas foram passando, comecei a sentir mais e mais dor”, relatou.

Beneficiado por abandonos e quebras, Rins recebeu a bandeirada na décima colocação, 27s091 atrás de Fabio Quartararo, o vencedor.

“Com sete voltas para o fim, era realmente difícil continuar, mas, depois de todo o trabalho que fiz desde o último fim de semana, assim como os médicos e o meu time, eu só queria continuar”, falou. “Nunca perdi a fé e isso me permitiu chegar ao décimo lugar”, apontou.

De volta aos boxes após a corrida, um Álex visivelmente esgotado foi recebido com aplausos pela equipe. Chefe da Suzuki, Davide Brivio agradeceu o #42 pelo empenho.

“Tenho de dizer muito obrigado ao Álex pelo incrível esforço que fez depois da lesão séria que sofreu na semana passada”, falou Brivio. “Ficar na moto por 25 voltas neste calor foi muito duro e ele realmente merecia o décimo lugar. Vimos muitas quedas e foi uma corrida dura para todo mundo”, completou.

Paddockast #71 | A volta da Stock Car, com Átila Abreu e Cacá Bueno
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube