Líder, Márquez diz que Phillip Island anula deficiência da Honda e resume: “Ainda estamos sentindo falta de alguma coisa”

Líder do primeiro dia de testes coletivos da MotoGP em Phillip Island, Marc Márquez afirmou que ainda não se sente confortável na RC213V. Espanhol lembrou que o traçado australiano minimiza as dificuldades com a aceleração do protótipo Honda e afirmou que é hora de ter paciência

 

Marc Márquez colocou a Honda na frente no primeiro dia da segunda bateria de testes coletivos da pré-temporada 2017 da MotoGP. Nesta quarta-feira (15), o #93 cravou 1min29s497 na melhor de suas 68 voltas e fechou o dia com 0s186 de margem para Valentino Rossi, o segundo colocado.

 
Apesar da liderança, Márquez ainda não está satisfeito com sua RC213V. O espanhol afirmou que ainda não se sente confortável no novo protótipo e classificou como “estranho” o fato de estar conseguindo cravar bons tempos, já que a marca da asa dourada ainda não dispõe de um pacote harmonioso.
Marc Márquez avaliou que Honda ainda não tem um pacote harmonioso (Foto: Honda)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Nós ainda estamos sentindo falta de alguma coisa em algumas áreas do lado eletrônico, especialmente com o motor”, disse Márquez. “Eles não estão funcionando juntos. É difícil entender”, indicou.
 
“Com a eletrônica, a conexão com o acelerador, com o motor, com a roda traseira, eu ainda não me sinto confortável”, explicou. “Talvez seja porque estamos usando um tipo de motor há muitos anos e eu pilotava de uma maneira, e agora com este você precisa mudar um pouco o estilo de pilotagem”, ponderou.
 
“O estranho é que os tempos de volta estão aparecendo. Nós podemos melhorar, talvez não o tempo de volta, mas para ficarmos mais confortáveis”, afirmou. 
 
Ainda, Marc destacou que segue preocupado com o problema de aceleração da RC213V, uma dificuldade que é mascarada pela natureza do traçado de Phillip Island.
 
“Neste circuito, uma das coisas é que o nosso ponto fraco, que é a aceleração, nós não temos”, apontou. “Já no ano passado nós fomos rápidos aqui e de novo este ano”, lembrou.
 
“Mas nós ainda temos de trabalhar, porque em algumas áreas nós ainda não estamos confortáveis”, insistiu.
 
Por fim, Márquez celebrou o fato de os problemas identificados no protótipo serem frequentes, já que isso facilita o trabalho dos engenheiros.
 
“Acho que é uma coisa positive, porque se em uma curva você tem um problema e na outra um problema diferente, aí você pode ficar confuso”, comentou. “Mas o bom é que em todas as curvas nós temos os mesmos problemas”, continuou.
 
“Sei que temos de ser pacientes, porque muitas coisas são novas e isso leva tempo. Por isso, estou simplesmente pilotando, apenas tentando dar todas as informações”, afirmou. “O mais importante é que eu possa correr em 100% no Catar”, concluiu.

#GALERIA(6925)
PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube