Lorenzo admite ainda não estar 100%, mas espera terminar passagem na Ducati “com bom resultado”

jorge Lorenzo já começou a pensar em sua última corrida com a Ducati. Em Valência, vai ser a última vez que vai vestir as cores da equipe italiana e o piloto reforçou que ainda não está totalmente recuperado da lesão em seu punho, mas espera encerrar a parceria em alta

Jorge Lorenzo já começou com as declarações emotivas sobre sua despedida da Ducati. O GP de Valência marca sua última corrida vestido as cores da equipe, e mesmo se recuperando da lesão em seu punho, espera poder encerrar a parceria em alta.
 
A fase do espanhol está muito longe de ser ideal. Recuperando-se de uma lesão, não pontua desde sua vitória na Áustria, em agosto. O piloto perdeu quatro etapas, todas decorrentes de acidentes e lesões.
 
Durante o período, chegou a tentar retornar para a pista, mas todas as tentativas foram frustradas, algo que lamentou. “Chegamos a última corrida da temporada e, apesar de não estar 100%, tenho muita vontade de terminar essa etapa na Ducati com um bom resultado”, disse.
Jorge Lorenzo (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Assim como nas últimas corridas, é difícil saber como está meu pulso exatamente. Evidentemente, estou melhor do que em Sepang e na sexta-feira irei para a pista, mas veremos a dor que tenho e até que ponto podemos ser competitivos”, continuou.
 
O #99 estava na briga pelo vice-campeonato antes de entrar na fase de má-sorte. Hoje, aparece apenas na décima colocação, 90 pontos atrás de Andrea Dovizioso.
 
“Têm sido dois anos onde muitas coisas se passaram, mas não há nada que gostaria mais do que me despedir com um bom gosto na boca. Seguro também que a torcida, que nunca falha em Cheste, também vai tornar o final de semana especial”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube