Lorenzo exalta atuação “fantástica” de Dovizioso e avisa: “Se puder ajudá-lo a conquistar o título, vou ajudar”

Recém-chegado a Ducati, Jorge Lorenzo elogiou a atuação de Andrea Dovizioso no Japão e avisou que, se puder, vai ajudar o companheiro de equipe na luta pelo título da MotoGP em 2017. Ex-companheiro, Cal Crutchlow avaliou que o #4 sempre pilotou assim, mas antes não era percebido

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A atuação impecável de Andrea Dovizioso no GP do Japão rendeu elogios de Jorge Lorenzo. Na prova de domingo (15), o italiano voltou a bater Marc Márquez nos metros finais para assegurar seu quinto triunfo na temporada 2017.
 
Companheiro de Ducati, Lorenzo afirmou que Dovizioso ficaria em uma situação difícil na classificação se fosse derrotado por Márquez, mas conseguiu manter a frieza para atacar no momento certo. Marc e Andrea agora estão separados por 11 pontos na classificação do Mundial.
Jorge Lorenzo afirmou que vai ajudar Andrea Dovizioso se tiver a chance (Foto: Michelin)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Ele reabriu o campeonato em uma situação muito difícil, porque uma vitória de Márquez deixaria as chances dele muito difíceis”, avaliou Lorenzo. “Mas ele foi frio o bastante e muito determinado para esperar como sempre pelo momento certo para atacar”, continuou.
 
“Ele está sendo incrível. Cinco vitórias, nenhum erro. Ele perdeu muitos pontos na Argentina com a queda por causa do Aleix [Espargaró]. Não fosse por isso, ele estaria liderando o campeonato”, ponderou. “Desejo a ele só o melhor. Se puder ajudá-lo a conquistar o título, vou ajudar. Parabéns a ele. Foi realmente uma pilotagem fantástica”, completou.
 
Ex-companheiro de Tech3 e também de Ducati, Cal Crutchlow exaltou a atuação de Dovizioso, mas negou que seja uma surpresa, uma vez que entende que o italiano sempre guiou desta forma.
 
“Quando éramos companheiros de equipe, ele era exatamente assim com a moto da Tech3. É só que na época ele estava lutando por quinto ou sexto. Ele sempre foi um lutador, mas vocês simplesmente não viam, porque ele não estava na frente com Marc pela vitória”, disse Crutchlow. “Ele venceu corridas neste ano. Normalmente, ele estava brigando por terceiro ou quarto quando eu estava com ele, mas ele sempre brigou assim. Ele está pilotando bem”, avaliou.
 
“Fico realmente feliz por ter caído com nove voltas para o fim e podido ver o final, porque, se eu tivesse ficado até o fim, não teria tido a chance de assistir”, brincou Cal. “Claro, preferiria estar lá. Todo crédito a Dovi. Fico feliz por ele. Ele está pilotando muito, muito bem no momento”, insistiu.
 
“Fico feliz pela Ducati também, porque eles trabalharam muito duro para chegar onde estão agora”, lembrou. “Os dois estão pilotando de forma excelente. Você tem de dar crédito ao Marc por tentar mais uma vez na última curva, como ele sempre vai fazer. Mas acho que temos de dar crédito ao Dovi, porque ele está pilotando bem no seco e no molhado”, apontou.
 
Questionado se sua análise sobre a performance de Dovizioso muda a previsão inicial por título de Márquez, Crutchlow respondeu: “Não sei quais são as probabilidades. Talvez eu tenha de mudar um pouco agora”.
 
“Ainda acho que Marc. O único lado ruim para Marc é que Dovi é muito forte na Malásia. Marc é melhor na Austrália. Dovi melhor na Malásia. Então acho que vai ser igualado outra vez. Mas ninguém pode errar outra vez, isso é certo”.

#GALERIA(7210)
 
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube