MotoGP

Lorenzo vê recuperação “mais rápida que o normal”, mas diz que “não estar 100%” em teste no Catar

Jorge Lorenzo tem enfrentado um processo para se recuperar da lesão em sua mão esquerda. Fora dos testes coletivos na Malásia, que aconteceram nesta semana, o espanhol prevê o retorno para cima da moto na próxima sessão, no Catar, mesmo reconhecendo que não vai estar 100% em sua forma física
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jorge Lorenzo (Foto: Jorge Lorenzo/Twitter)
Jorge Lorenzo tem consciência de que ainda tem um longo caminho para sua total recuperação. O espanhol inclusive afirmou que para a próxima sessão de testes coletivos, no Catar, não vai estar 100% bem.
 
Durante a pausa de inverno da MotoGP, o agora titular da Honda acabou sofrendo um acidente enquanto treinava em uma pista de terra. Como consequência, fraturou o escafoide da mão esquerda, precisando passar por uma operação.
 
Ainda tentando se recuperar da lesão, o cinco vezes campeão do Mundial de Motovelocidade ficou de fora dos testes em Sepang, que aconteceram nessa semana. Mas em atualização sobre seu estado, mostrou otimismo em como as coisas estão se saindo.
Jorge Lorenzo (Foto: HRC)
“Há quatro dias, eu comecei a nadar um pouco na piscina. Todos os dias estou ficando mais forte, mas esse tipo de lesão requer ao menos um mês para realmente se sentir bem. Estamos agora mais ou menos no dia 17, então ainda há um longo processo para o fim”, falou ao programa da MotoGP 'After the Flag'.
 
“No teste no Catar provavelmente não vou estar 100%, mas vou estar pronto para pilotar e conseguir alguma informação. Para a corrida é difícil de saber como vou me sentir a mais de 300 km/h nas retas e nas freada. É difícil entender com as mudanças de direção”, continuou.
 
“A recuperação está sendo mais rápida do que nos casos normais, o que é um bom sinal. De qualquer maneira, ainda restam 14 dias para o Catar, então ainda tenho mais alguns dias para melhorar”, concluiu.