Lowes herda ponta com queda de Bezzecchi e vence em Aragão na Moto2. Marini cai

A Moto2 teve um desfecho inesperado em Aragão. Com a queda de Marco Bezzecchi no final, Sam Lowes garantiu a segunda vitória de 2020. Enea Bastianini e Jorge Martín completaram o pódio

O desfecho do GP de Aragão da Moto2 foi completamente inesperado. Neste domingo (18), Sam Lowes herdou a vitória com duas voltas para o final, após Marco Bezzecchi cair enquanto liderava com folga.

Com o triunfo, o inglês da Marc VDS assegurou não apenas a segunda vitória do campeonato, como subiu pela quinta vez no pódio. O competidor cruzou a linha de chegada com mais de 4s de respiro para o restante do pelotão.

A segunda colocação não foi definida até os metros finais da disputa. Após uma briga que pegou fogo, Enea Bastianini tratou de levar a melhor e cruzou em segundo, o sexto top-3 do ano. Jorge Martín fechou os três primeiros.

Sam Lowes cvence a segunda de 2020 (Foto: Marc VDS)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Jake Dixon fez boa prova para cruzar a linha de chegada na quarta colocação e deixar o abandono do GP da França para trás. Remy Gardner completou o rol dos cinco melhores colocados da prova.

Luca Marini teve um dia para esquecer em Aragão. Com uma queda ainda no início da disputa, o italiano perdeu a liderança da classificação, que passou para as mãos de Bastianini, com Lowes saltando para o segundo posto. O irmão mais novo de Valentino Rossi caiu para terceiro, com Bezzecchi em quarto.

Saiba como foi o GP de Aragão de Moto2:

Apesar do sol, o domingo foi mais um dia frio em Aragão. Na hora da largada da Moto2, os termômetros mediam 18°C, com o asfalto chegando a 26°C. A velocidade do vento era de 6 km/h.

Quando as luzes se apagaram em Aragão, Bezzecchi saltou para a liderança, com Dixon brevemente tomando o segundo lugar de Lowes, o dono da pole. Ainda nos primeiros metros, Di Giannantonio também passou Jake e subiu para quarto.

Jorge Navarro caiu na curva 1 depois de um toque com Marcos Ramírez e deu muita sorte de não ter sido atropelado pelo pelotão. O espanhol da Speed Up precisou de alguns segundos para se recompor, mas deixou a pista caminhando.

Jorge Navarro caiu no meio do pelotão na curva 1 (Foto: Reprodução)

Enquanto isso, Bezzecchi abriu 0s8 de margem na ponta, com Lowes tomando o segundo posto de Di Giannantonio. Martín era o quarto, à frente de Dixon e Marini.

Liderando a caçada, Lowes reduziu para 0s5 a vantagem de Bezzecchi na ponta, mas não conseguiu se livrar da pressão de Di Giannantonio, que também tinha de lidar com a sombra de Martín.

Na volta 3, um revés importante na briga pelo título: Luca Marini caiu ao perder a frente da Kalex no trecho entre as curvas 13 e 14. O italiano escapou de lesões maiores, mas o resultado afeta a disputa pelo Mundial.

As voltas seguintes foram de relativa calmaria na pista de Alcañiz. Bezzecchi conseguiu sustentar uma diferença confortável, que, na volta 7, era de 0s438 em relação a Lowes. Di Giannantonio seguia pressionando Sam pelo segundo lugar, já com mais de 1s de frente para Martín, o quarto.

Na volta 8, Di Giannantonio conseguiu passa Lowes e assumiu o segundo posto, 0s432 atrás do líder. Mais atrás, Bastianini tomou a quinta colocação de Dixon.

Fabio, então, apertou o passo e começou a reduzir a vantagem do piloto da VR46. Lowes, por outro lado, cedeu terreno ao piloto da Speed Up.

Na volta 10, Di Giannantonio tomou a frente na curva 14. Bezzecchi tentou troco ainda na reta oposta, mas Fabio segurou a liderança. Metros depois, na curva 2, o italiano caiu, devolvendo a ponta para Marco, que agora tinha 0s3 de frente para Lowes.

De volta à liderança, Bezzecchi tratou de recompor a vantagem, que variava entre 0s4 e 0s5, Martín, por sua vez, tinha 0s8 de atraso para o inglês da Marc VDS. Bastianini ocupava a quarta colocação, à frente de Dixon, Héctor Garzó e Remy Gardner.

Com sete voltas para o fim, Bastianini tomou o terceiro posto de Martín, mas o piloto da Red Bull KTM Ajo não deu a disputa por encerrada e recuperou a vaga no pódio metros a seguir, na freada da curva 1. Enea reagiu logo e voltou a ultrapassar com uma bela passagem por dentro.

Com quatro voltas para a bandeirada, Lowes seguia empenhado em alcançar Bezzecchi, mas o piloto da VR46 ia sustentando uma margem de 0s5. Atrás, Martín mantinha a pressão em Bastianini para recuperar o terceiro posto.

Pouco depois, na volta 20, Bezzecchi errou sozinho e caiu na curva 2, a mesma que derrubou Di Giannantonio mais cedo. Assim, Lowes herdou a ponta, com Martín e Bastianini dentro do pódio.

Bezzecchi caiu no fim do GP de Aragão (Foto: Reprodução)

O britânico, então, seguiu firme nas voltas finais, enquanto Bastianini aproveitou para tomar o segundo lugar de Martín e assumir a liderança do Mundial.

Moto2 2020, GP de Aragão, MotorLand, corrida

1S LOWESGresini Kalex 
2E BASTIANINIItaltrans Kalex+4.195
3J MARTÍNRed Bull KTM Ajo+4.340
4J DIXONNTS RW KTM+9.298
5R GARDNERSAG Kalex+14.765
6M RAMÍREZMarc VDS Kalex+15.130
7GARZÓSpeed UP+15.192
8J ROBERTSANGEL NIETO KTM+17.024
9T NAGASHIMASAG Kalex+19.000
10S CORSIItaltrans Kalex+20.206
11A FERNÁNDEZTeam Tady Kalex+22.661
12T LÜTHITech3 KTM+22.692
13E PONSRW NTS+22.995
14S MANZIVR46 Kalex+23.301
15M SCHROTTERIntact Kalex+23.989
16X VIERGEMarc VDS Kalex+26.747
17L DALLA PORTAAmerican KTM+26.862
18N BULEGATasca Kalex+27.686
19H SYAHRINFlexbox HP 40+27.761
20L BALDASSARRIPONS Kalex+27.892
21B BENDSNEYDERIntact Kalex+36.250
22A IZDIHARIntact Kalex+44.779
23S CHANTRATeam Asia KTM+45.687
24X CARDELÚSAspar Speed Up+47.231
25K DANIELTech3 KTM+58.178
26P BIESIEKIRSKISAG Kalex+1:05.154
27J NAVARROSpeed UP+1:10.700

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube