Lowes lidera primeiro dia de treinos da Moto2 em Brno. Nagashima é 5º

O inglês da Marc VDS anotou 2min02s480 ainda no primeiro treino para se colocar no topo da tabela de tempos. Enea Bastianini e Luca Marini completaram o top-3 do dia

LEIA TAMBÉM
Máscaras, marmitas, distância e confinamento: a nova rotina da pandemia na MotoGP

Le jour de gloire est arrivé!: Quartararo reescreve história da França na MotoGP

Sam Lowes foi o piloto mais rápido da Moto2 na abertura dos treinos em Brno. Nesta sexta-feira (7), na combinação dos treinos livres, o inglês anotou o tempo de 2min02s480 para ficar no topo da tabela.

Quem aparece na sequência do piloto da Marc VDS foi Enea Bastianini. O #33 da Italtrans fez marca 0s209 no décimo giro do TL2 para ficar em segundo, com Luca Marini, Joe Roberts e Jorge Navarro completando os cinco primeiros.

Tetsuta Nagashima, líder da classificação, teve de se contentar com a sexta colocação. O japonês fez 2min02s930 no primeiro treino e ainda teve de lidar com uma forte queda na parte da tarde, mas saiu ileso do incidente.

Com cinco minutos do início da sessão, as marcas começaram a aparecer na tabela de tempos. Com 2min05s187, Fabio Di Giannantonio foi o primeiro a saltar para a ponta, com Remy Gardner e Bo Bendsneyder vindo na sequência.

Lowes foi o mais rápido do dia na Moto2 (Foto: Reprodução)

Não demorou para que baixassem o tempo da volta mais rápida. Em seu quinto giro, Stefano Manzi tratou de anotar 2min03s709, bater o adversário da Speed Up em 0s184 e pular para a ponta. Marco Bezzecchi, Remy Gardner e Jorge Navarro fechavam o top-5.

Kasma Daniel foi o primeiro piloto a protagonizar uma queda no primeiro treino tcheco. Na curva 11, o piloto foi ao chão e parou na caixa de brita e precisou de ajuda dos fiscais para ajudar a voltar para o traçado.

Restando pouco mais de 12 minutos para a bandeira quadriculada, grande parte dos pilotos estava nos boxes na parada programada. Joe Roberts era o novo líder da sessão com 2min03s394, 0s596 à frente de Luca Marini, o segundo. Neste ponto, com 12 giros completados, Lorenzo Dalla Porta era quem mais tinha rodado.

Dali para o final, uma última mudança foi vista na ordem. Sam Lowes tratou de se colocar na ponta com o tempo de 2min02s480, superando em 0s336 o tempo anterior. Tatsuki Nagashima, líder da classificação, Augusto Fernández e Marcel Schrötter completaram os cinco primeiros.

O último treino livre do dia começou com a Moto2 e Marini tratou de ser o primeiro a saltar para a ponta da tabela. O italiano da VR46 fez 2min02s799 para liderar à frente de Bezzecchi, Lowes, Fernández e Nakagami, os cinco primeiros.

Nos tempos combinados, Lowes era quem sustentava o tempo mais rápido com 2min02s480, 0s319 mais rápido que a volta anotada por Luca. Roberts, Nagashima, Bezzecchi, Fernández, Schrötter, Manzi, Enea Bastianini, Lorenzo Baldassarri, Di Giannantonio, Xavi Vierge, Gardner e Nicolò Bulega eram os nomes que avançavam ao Q2 da classificação.

Na reta final da sessão, Bezzecchi sofreu uma queda na curva 10. O piloto se levantou sozinho do tombo, mas deixou a cena mancando. Neste ponto, era o segundo colocado da folha de tempos 2min03s010.

Outro competidor que acabou no chão foi Nagashima. O líder da classificação acabou rolando para a caixa de brita na curva 13, chegando a dar uma pirueta. Mas o japonês conseguiu sair com as próprias pernas do traçado. Com dois minutos para o fim, Bastianini vinha em primeiro com 2min02s689, com Lowes logo atrás do italiano. Marini, Roberts e Di Giannantonio completavam os cinco mais rápidos do segundo treino tcheco.

Paddockast #73 | A maratona da Fórmula E em Berlim
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube