Marini surpreende dupla da Aprilia e crava pole da MotoGP na Indonésia. Bagnaia é 13º

Luca Marini voltou de lesão com tudo, andou forte na classificação em Mandalika e ficou com a pole para as provas do final de semana. Sem ritmo, Pecco Bagnaia larga apenas na quinta fila do grid

A MotoGP voltou a entregar entretenimento de alta qualidade, dessa vez na classificação para o GP da Indonésia. Voltando de lesão na clavícula, Luca Marini estragou a festa da dupla da Aprilia, fez 1min29s978 e cravou a pole para as corridas deste final de semana.

Maverick Viñales andou forte, mas ficou 0s031 atrás do italiano. A primeira fila ainda tem Aleix Espargaró na terceira posição. Fabio Quartararo, Brad Binder, Jorge Martín, Fabio Di Giannantonio, Marc Márquez, Marco Bezzecchi e Jack Miller completam o top-10.

Luca Marini ficou com a pole em Mandalika (Foto: VR46)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A grande surpresa do treino, porém, ficou por conta de Francesco Bagnaia. O atual campeão e líder do campeonato não andou bem novamente e foi eliminado no Q1 da classificação, largando em 13º nas duas provas em Mandalika.

A largada da corrida sprint da MotoGP para o GP da Indonésia, em Mandalika, está marcada para às 4h (de Brasília), de sábado (14). O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade.

Martín lidera último treino livre antes da classificação

Novamente com tempo aberto, Mandalika recebeu a MotoGP neste sábado com calor e temperatura de 32ºC no ar, 51ºC na pista, além de 65% de umidade, mesmo sem nuvens para ameaçar o circuito. Assim que a pista foi liberada, os pilotos partiram para os últimos 30 minutos de sessão livre.

Johann Zarco começou o dia com força e fez 1min32s696, mas logo foi superado pelo companheiro Jorge Martín, com 1min31s811, usando pneus macios na dianteira e médios na traseira. Maverick Viñales manteve a boa forma da Aprilia e foi para segundo.

Em busca de recuperação depois de um dia ruim, Francesco Bagnaia imediatamente pulou para o quarto lugar. Logo depois, foi a vez de Viñales superar Martín e marcar a melhor marca do TL2 até o momento.

O início do TL2 em Mandalika (Vídeo: MotoGP)

Com a pista ficando cada vez mais aderente, os tempos baixaram rapidamente. Primeiro, Marco Bezzecchi fez a melhor marca, superado por Bagnaia, mas o líder do campeonato foi posteriormente batido por Aleix Espargaró.

A primeira queda do dia ficou por conta de Augusto Fernández, que perdeu o controle da moto e caiu. O espanhol da GasGas levantou-se sozinho, mas perdeu o restante da sessão.

No meio da sessão, a movimentação foi dentro dos boxes, com as equipes fazendo ajustes nas motos e os pilotos se recuperando do forte calor. Apesar disso, Maverick Viñales subiu para o segundo lugar, com Fabio Quartararo em terceiro e Jack Miller em quarto.

Bagnaia voltou a sofrer no circuito de Mandalika (Vídeo: MotoGP)

A 4 minutos para o fim, Martín achou uma grande volta em 1min30s998 e tomou a dianteira por apenas 0s030. Seu companheiro Zarco também salvou na tabela de tempos e foi para o quinto lugar, mas depois foi empurrado para trás por Luca Marini.

No fim, poucas melhoras e o TL2 terminou com Martín na ponta, seguida por Aleix Espargaró, Viñales, Quartararo e Marini. O líder do campeonato, Pecco Bagnaia não passou de uma modesta 11ª posição.

Q1: Marini e Bastianini eliminam Bagnaia em sessão surpreendente

O Q1 da classificação contou com as presenças de Francesco Bagnaia, Johann Zarco, Luca Marini, Franco Morbidelli, Enea Bastianini, Raúl Fernández, Takaaki Nakagami, Joan Mir, Augusto Fernández, Álex Rins e Pol Espargaró. Por conta de uma lesão nas costelas, Álex Márquez foi ausência no final de semana.

A primeira tentativa de Bagnaia foi cancelada por exceder os limites de pista. Com isso, após as primeiras voltas rápidas, Marini apareceu na liderança com 1min31s002, seguido por Zarco e Bastianini.

O início da classificação para o GP da Indonésia (Vídeo: MotoGP)

Bagnaia finalmente acertou boa volta, em 1min30s883, mas foi superado por Morbidelli e Zarco, caindo rapidamente para a terceira colocação e saindo da zona de classificação para o Q2.

Na metade da sessão, os pilotos retornaram para os boxes em busca de últimos ajustes na moto na busca de uma vaga para a próxima fase.

A 6 minutos para o fim, dos os pilotos saíram dos boxes com pneus macios, com Bagnaia puxando a fila. O atual campeão, porém, não melhorou em sua primeira tentativa. Por outro lado, o companheiro Bastianini salvou para quarto na sessão.

Logo depois, Marini acertou grande volta e fez 1min30s383 para tomar a liderança. Bagnaia melhorou também e foi para segundo, a 0s243 do compatriota.

Bagnaia foi eliminado pelo companheiro e se irritou (Vídeo: MotoGP)

O último minuto reservou intensas emoções em Mandalika. Com 1min30s527, Bastianini pulou para segundo e, no momento, tirou o companheiro Bagnaia da zona de classificação. O líder do campeonato, para coroar o péssimo final de semana, errou a última tentativa e foi eliminado.

Ainda houve tempo para uma queda de Zarco na última volta. Assim, Marini e Bastianini avançaram ao Q2, enquanto Bagnaia larga em 13º, diante de Zarco, Morbidelli, Pol Espargaró, Raúl Fernández, Augusto Fernández, Mir, Nakagami e Rins.

Q2: Marini estraga festa da Aprilia e faz primeira pole do ano

O Q2 começou com uma queda importante. Bezzecchi perdeu o controle na curva 10 e foi ao solo. Na sequência, Viñales cravou a melhor volta e foi superado pelo companheiro Aleix Espargaró, com 1min30s501.

Com 10 minutos para o fim, Martín perdeu a dianteira da moto, escapou da pista na curva 16 e foi para o solo. Apesar disso, levantou-se sozinho e saiu em busca de uma carona para os boxes.

Quartararo também achou boa volta, a 0s212 do líder, e pulou para terceiro. A 8 minutos para o fim, Martín se recuperou e saiu novamente para a pista da Indonésia em busca de uma volta competitiva.

Com pneu duro na dianteira e macio na traseira, Martín tentou forçar ao máximo a máquina, chegou a se desequilibrar em alguns momentos da volta e fez o quarto tempo.

A 3 minutos para o fim, Espargaró melhorou sua volta para 1min30s303 e manteve a ponta. Marini foi no embalo do espanhol e subiu para segundo. Enquanto isso, Marc Márquez caiu e atrapalhou outra tentativa de Martín.

Ainda deu tempo de Viñales dar show. Com 1min30s009, o espanhol da Aprilia subiu para a ponta, mas o treino estava longe de uma conclusão, com outros competidores evoluindo aos poucos. Marini fez 1min29s978 e tomou a ponta, assim como alcançou o novo recorde da pista de Mandalika.

No fim, nada de mudanças e primeira pole do ano para Marini, com Viñales e Espargaró completando a primeira fila. Martín errou na última tentativa e não passou do sexto lugar.

MotoGP 2023, Indonésia, Classificação, Mandalika, Resultado Final:

1L MARINIVR461:29.978 
2M VIÑALESAprilia1:30.009+0.031
3A ESPARGARÓAprilia1:30.132+0.154
4F QUARTARAROYamaha1:30.516+0.538
5B BINDERKTM1:30.698+0.720
6J MARTÍNPramac Ducati1:30.742+0.764
7F DI GIANNANTONIOGresini Ducati1:30.766+0.788
8M MÁRQUEZHonda1:30.864+0.886
9M BEZZECCHIVR461:30.908+0.930
10J MILLERKTM1:30.970+0.992
11E BASTIANINIDucati1:31.061+1.083
12M OLIVEIRARNF Aprilia1:31.193+1.215
13F BAGNAIADucati1:30.626+0.648
14J ZARCOPramac Ducati1:30.713+0.735
15F MORBIDELLIYamaha1:30.729+0.751
16P ESPARGARÓGasGas1:31.006+1.028
17R FERNÁNDEZRNF Aprilia1:31.031+1.053
18A FERNÁNDEZGasGas1:31.034+1.056
19J MIRHonda1:31.143+1.165
20T NAKAGAMILCR Honda1:31.192+1.214
21Á RINSLCR Honda1:31.458+1.480
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.