Marc Márquez afirma que Honda encontrou “raio de luz” no último dia no Catar

Após admitir sua preocupação com o desempenho da RC213V, Marc Márquez avaliou que a Honda conseguiu encontrar seu caminho após voltar a testar com a moto do ano passado

Marc Márquez afirmou que a Honda encontrou um “raio de luz” no último dia de testes da pré-temporada 2020 da MotoGP. A montadora da asa dourada precisou voltar ao protótipo do ano passado para encontrar o rumo com a RC213V.
 
 
Márquez com a moto de 2019 (Foto: Reprodução)
Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

O espanhol admitiu que pensou que sua forma física era a responsável pela performance ruim, mas o fato de os colegas de Honda também estarem em dificuldade mostrou que os problemas eram com a moto preparada para 2020.
 
“Utilizei parte da moto de 2019 porque estávamos mal”, admitiu Marc. “Não entendia o que estava acontecendo, eu caía e culpava o ombro. Achava que era por causa do meu físico, mas os demais pilotos da Honda também estavam sofrendo. Nós fizemos uma mescla para saber onde estava o problema. Fui 1s mais rápido do que no ano passado”, relatou.
 
“Se tivéssemos de correr hoje, terminaríamos em nono ou décimo. Se fosse amanhã, não sei se daria para lutar pela vitória, mas sim para me divertir outra vez em cima da moto”, declarou. “Agora, pelo menos, podemos subir na moto e os tempos são decentes. Nos dois primeiros dias, estávamos a reboque. Testávamos as coisas e voltávamos para o mesmo lugar”, comentou.
 
Apesar das dificuldades da Honda às vésperas do início da temporada e da evolução de Yamaha e Suzuki, Marc se mantém firme no objetivo de perseguir o sétimo título na MotoGP.
 
“O objetivo neste ano segue sendo ganhar o Mundial. Se não conseguir, será por diferentes motivos, mas o campeão deve ter esse objetivo”, ponderou. “O teste começou muito mal, mas hoje começamos a mudar as coisas e encontramos muitas soluções. Ainda falta muito trabalho, mas estamos com tempos e ritmo decentes”, sublinhou.
 
Ainda, Marc explicou que Cal Crutchlow também mudou a direção dos testes e conseguiu resultados positivos.
 
“No fim do dia, Cal também começou nessa direção e parece que não foi mal”, comentou.
 
Por fim, Márquez quis tranquilizar a Honda.
 
“Eu estava preocupado, porque não era rápido e não tinha as sensações em cima da moto. No último dia, encontramos um raio de luz. A moto está pronta”, concluiu.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube