Marc Márquez detalha “negociação sincera” com Ducati e ressalta: “Nunca mudei de ideia”

Marc Márquez admitiu que nunca pensou em correr pela Pramac na próxima temporada da MotoGP e contou que ainda não recebeu uma mensagem do futuro companheiro Pecco Bagnaia, mas que não espera clima bélico na Ducati em 2025

Agora Marc Márquez é oficialmente piloto da Ducati. Após longa novela, o hexacampeão da MotoGP foi confirmado pela montadora italiana, na última quarta-feira (5), para a temporada 2025. Para isso, porém, precisou de bons desempenhos no início da passagem pela Gresini e também de jogo duro nos bastidores.

Às vésperas do GP da Itália, por exemplo, os rumores apontavam que a Ducati anunciaria Jorge Martín no time principal e mandaria Márquez para a satélite Pramac, que corre com motos atualizadas, mas o #93 publicamente rechaçou a ideia durante uma coletiva de imprensa. Questionado pelo rádio espanhola Cadena SER sobre a decisão, Marc se explicou.

“Durante o tempo todo, fui muito claro e não mudei de ideia. Nas primeiras conversas com a Ducati, já disse isso. Não queria mudar de uma satélite para outra. Se fosse assim, ficaria na Gresini, que me deu uma oportunidade de rejuvenescer. O mais imprtante em uma negociação é ser sincero e não mudar de ideia. Quando afirma algo, morre com aquilo”, pontuou.

“Não me alegro quando um piloto fica sem moto. Em todas as profissões, alguém precisa ser egoísta em muitos casos, pois todo mundo quer o melhor. Neste caso, o melhor era a moto vermelha, a Ducati, então tivemos que jogar com todas nossas cartas. A carta que mais pesa é na pista e com os engenheiros da Ducati, que estão vendo meu progresso com a moto defasada, isso pesou muito”, acrescentou.

Jorge Martín e Marc Márquez brigavam pela vaga na Ducati (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Se você precisa ganhar na pista, precisa ter as mesmas armas e, neste momento, não tenho. Não é uma desculpa e estou mostrando que posso ser competitivo. Outra coisa que tinha muito clara é que não mudaria de uma satélite para outra”, completou o espanhol.

Márquez ainda foi questionado se já recebeu mensagem de Francesco Bagnaia, que será seu novo companheiro de equipe nas próximas duas temporadas. Marc disse que não, mas minimizou a situação com o italiano.

“Ainda não [recebeu mensagem], mas o diretor-executivo da Ducati [Claudio Domenicali] me repassou uma mensagem dele. O box precisa estar calmo. Guerra é na pista e a garagem em paz”, concluiu.

MotoGP volta a acelerar entre 28 de 30 de junho para o GP dos Países Baixos, em Assen, com a 8ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.