Marc Márquez lamenta problema na largada e crê que teria “lutado pela vitória” em Austin

Marc Márquez explicou os problemas que teve na largada do GP das Américas e disse que a Honda tinha bom ritmo para lutar por uma vitória

Marc Márquez fez uma impressionante prova de recuperação em Austin (Vídeo: MotoGP)

Marc Márquez passou longe de disputar a vitória ou mesmo um pódio no GP das Américas, é verdade. Só que ele não deixou de brilhar na pista em que é absurdamente dominante. O dono da Honda #93 largou mal e, logo na primeira volta, foi parar na 18ª posição. Contudo, ele foi se recuperando, passando um a um, até cruzar a linha de chegada em sexto lugar — inclusive, depois de muito batalhar com Fabio Quartararo, que ficou em sétimo.

Embora não tenha entrado nem no top-5, Márquez entende que a Honda tinha o ritmo necessário para chegar ao pódio e, quem sabe, disputar a vitória. Mas ele explica que um problema em sua RC213V o impediu de terminar a prova um pouco mais à frente.

Relacionadas


“Nunca gosto de dizer que se não tivesse tido o problema na largada teria conseguido vencer, mas tinha ritmo para vencer, vencer ou lutar pela vitória. Estar no pódio, com certeza”, admitiu ele. “Tivemos um problema mecânico na moto, a Honda está investigando o que aconteceu”, acrescentou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Marc Márquez largou mal, mas se recuperou (Foto: MotoGP)

“Quando já estava no grid, vi uma mensagem estranha na tela. A moto não estava indo bem até eu passar pela primeira curva, então o holeshot [dispositivo que ajusta a altura das motos] na frente foi desativado e tudo funcionou normalmente. Foi aí que começamos nossa corrida, começamos a passar pilotos. Foi uma boa corrida. Quando você começa tão longe não há precauções, você dá tudo o que tem e foi o que eu fiz”, continuou.

O retorno de Márquez após a forte queda no GP da Indonésia ainda era incerto para os Estados Unidos. Porém, o piloto da Honda diz ter ganhado mais confiança após correr num circuito que se encaixa bem em suas habilidade.

“Ganhei confiança, que é o que procurava neste circuito que tanto gosto. Encontramos o ponto fraco da moto e a Honda deve começar a trabalhar a partir de amanhã para melhorá-la para as próximas corridas”, concluiu.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 23 de abril, para o GP de Portugal, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da quinta etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

ALEIX ESPARGARÓ TEM VITÓRIA JUSTA PELA MOTOGP NA ARGENTINA

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.