Marini bate Lüthi no Japão e vence segunda seguida na Moto2. Márquez é 6º

Depois de liderar a primeira parte da corrida, Luca Marini viu Tom Lüthi ameaçar sua vitória, mas conseguiu responder na penúltima volta e assegurar o segundo triunfo seguido na temporada 2019 da Moto2. Jorge Martín conseguiu o primeiro pódio na categoria

Luca Marini viveu um ótimo domingo (20) em Motegi. Largando na ponta, o italiano fez uma primeira metade de corrida impecável, soube controlar a situação ao perder a liderança para Tom Lüthi e esperou a penúltima volta para devolver a ultrapassagem do suíço e receber a bandeirada na ponta com 0s560 de vantagem.
 
Dono da pole, Marini fez uma boa saída e manteve a ponta, mas sem escapar de Augusto Fernández e Lorenzo Baldassarri, que seguiram juntinhos com o #10 e já um pouco afastados de Somkiat Chantra, o quarto colocado.
 
Na abertura da terceira volta, Marini tinha 0s378 de margem para Baldassarri, que tinha assumido o segundo posto, à frente de Chantra e Fernández. A diferença, porém, não se manteve, com o piloto da Pons voltando a encostar no colega de VR46.
Luca Marini (Foto: VR46)
Na sexta volta, Baldassarri lançou um ataque na direção de Marini, mas o piloto da VR46 conseguiu manter a ponta. Três giros depois, Tom Lüthi, que vinha escalando o pelotão, tomou o segundo posto de Lorenzo. 
 
Na volta 11, Lüthi tomou a ponta de Marini na curva 9 e, de cara, abriu vantagem na liderança. O suíço conseguiu abrir mais de 0s4 de frente, mas Luca seguia tentando responder. Enquanto isso, os dois se afastaram completamente da concorrência. 
 
Com cinco voltas para o fim, Marini voltou a colar em Lüthi, baixando a vantagem do suíço para menos de 0s1. O piloto da IntactGP chegou a aumentar a margem, mas o #10 mais uma vez conseguiu encostar. 
 
Com dois giros para o fim, Luca retomou a ponta ao passar Lüthi por dentro na curva 7 e tratou de abrir uma pequena vantagem para tentar consolidar a vitória.

Também nas voltas finais, Jorge Martín aproveitou o grande ritmo que vinha imprimindo para superar Lorenzo Baldassarri e conquistar o primeiro pódio na Moto2. Jorge Navarro fecha o top-5.
 
Líder do Mundial, Álex Márquez sobreviveu a alguns sustos aqui e ali e assegurou a sexta colocação, 7s3 atrás do vencedor. Enea Bastianini ficou com o sétimo posto, à frente de Augusto Fernández e Marcel Schrötter. Stefano Manzi fecha o top-10.
 
Paddockast #38
CORRIDAS POLÊMICAS DA HISTÓRIA DA FÓRMULA 1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o GP do Japão de Moto2:
 
Após dois dias nublados, a região da prefeitura de Tochigi amanheceu com céu mais aberto, ainda que com algumas nuvens no céu. Às vésperas da largada da Moto2, os termômetros marcavam 23°C, com o asfalto chegando a 29°C.
 
Vindo de vitória na Tailândia, Luca Marini conquistou sua terceira pole na Moto2, a primeira desde o GP da Comunidade Valenciana do ano passado. Augusto Fernández tinha o segundo posto, à frente de Lorenzo Baldassarri.
 
Líder do Mundial, Álex Márquez abre a segunda fila, escoltado por Jorge Navarro e Somkiat Chantra. Melhor KTM no grid, Marco Bezzecchi tinha o oitavo posto.
 
Antes mesmo de a corrida começar, Tetsuta Nagashima viveu um drama. O piloto foi visto levando a moto de volta aos boxes. Mas em um rápido trabalho de sua equipe, estava de volta na pista para a volta de aquecimento, mas teria que largar do fundo do pelotão.

Os trabalhos foram abertos em Motegi e a largada autorizada no circuito japonês. Marini conseguiu fazer boa saída e se manter na primeira colocação. Quem vinha na segunda colocação era Fernández.

Enquanto isso, um enrosco foi visto ainda na primeira curva. Em um domingo para esquecer, Tetsuta acabou se envolvendo em um acidente junto com Tulovic, com os dois indo ao chão e abandonando a prova.
 

Na ponta do pelotão, a ordem após o primeiro giro era Marini, Fernández, Baldassarri, Chantra, Lüthi, Márquez, Navarro, Schrotter, Lecuona e Bezzecchi completando os dez primeiros.
 
Depois de uma largada não tão positiva, Márquez tentava recuperar posições no pelotão. O piloto chegou a reaparecer em quinto, mas cometeu um erro e voltou a cair para sétimo, depois ficando em sexto. Enquanto isso, Bulega foi ao chão.

Na curva 2, então, Binder e Lowes protagonizaram um pequeno incidente. O sul-africano acabou balançando com violência em cima da moto, quase indo ao chão. Enquanto isso, o titular da Gresini passava em grande velocidade ao seu lado, e ficou nervoso com o caso.

Márquez estava apresentando dificuldade em cima da moto. Por diversas vezes o piloto foi visto balançando, conseguindo controlar o movimento para evitar a queda. Com 18 giros para o final, era o sexto.

Na curva 10, então, Lecuona e Vierge também se envolveram em um acidente. Os dois pilotos acabaram se encontrando na pista e indo ao chão, com Iker ficando caído no traçado e precisando de auxílio para sair.

Enquanto isso, a briga pela primeira colocação estava bastante animada. Baldassarri estava pressionando cada vez mais Marini, que tentava segurar o italiano como podia. Chantra vinha logo atrás.

Com 16 voltas para a bandeira quadriculada, a ordem era Marini, Baldassarri, Chantra, Lüthi, Fernández, Márquez, Schrotter, Martín, Navarro e Bezzecchi completando o top-10.
 

Enquanto Marini tentava escapar na ponta, a briga pelas posições do pódio estava pegando fogo. Lüthi conseguiu dar o bote em cima de Baldassarri para assumir a segunda colocação.
 
Mais para trás, Álex seguia sua tentativa de escalar o pelotão e assumir as posições da ponta. O espanhol conseguiu bater Mártin para ser o quinto colocado com 13 voltas para o encerramento da corrida.
 
Depois de tantas investidas, então, o #12 finalmente conseguiu bater o #10 para se tornar o novo líder da corrida. Enquanto isso, Lorenzo seguia de perto a dupla para tentar avançar no pelotão.
 
A prova seguia com bom ritmo e com diversas brigas por todo o pelotão. Na parte da frente, o trio tentava se afastar dos adversários, mas sem grande sucesso. Mais para o meio, Márquez não conseguia subir mais do que a sexta posição.
Com a corrida entrando na parte final, Lüthi seguia na primeira colocação, com Marini e Baldassarri ocupando os postos do pódio. Martín, Schrotter, Márquez, Navarro, Fernánfez, Bastianini e Manzi fechavam o top-10.
 
Navarro e Márquez estavam engatados em uma animada briga. O #9 conseguiu dar o bote em cima do titular da Marc VDS para assumir a quinta posição.
 
Marini tentava de todas as maneiras avançar em cima de Thomas se aproveitando do vácuo, mas o titular da VR46 não conseguia superar o suíço. A diferença entre os pilotos era de apenas 0s154.
Duas voltas para o fim e finalmente Marini conseguiu dar o golpe definitivo em cima de Lüthi. Mas o suíço não queria se dar por vencido, perseguindo incansavelmente o novo líder da corrida.
 
Enquanto isso, mais atrás, Martín e Baldassarri também se engajaram em uma disputada briga pelo degrau mais baixo do pódio. O titular da KTM Ajo conseguiu superar o italiano para ficar com a terceira colocação.
 
Bandeira quadriculada tremulando em Motegi e as coisas se mantiveram assim. Luca garantiu a vitória japonesa, com Lüthi vindo em segundo. Martín completou o pódio do dia, com Márquez cruzando a linha de chegada em sexto.

Moto2 2019, GP do Japão, Motegi, Final:
1 L MARINI VR46 Kalex 40:57.279 22 voltas
2 T LÜTHI Intact Kalex +0.560  
3 J MARTÍN Red Bull KTM Ajo +3.593  
4 L BALDASSARRI PONS Kalex +3.999  
5 J NAVARRO Speed UP +5.236  
6 A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex +7.345  
7 E BASTIANINI Italtrans Kalex +8.115  
8 A FERNÁNDEZ PONS Kalex +10.460  
9 M SCHROTTER Intact Kalex +10.711  
10 S MANZI Forward MV Agusta +12.445  
11 F DI GIANNANTONIO Speed UP +12.572  
12 B BINDER Red Bull KTM Ajo +14.864  
13 S CHANTRA Team Tady Kalex +15.008  
14 D AEGERTER Forward MV Agusta +15.778  
15 A LOCATELLI Italtrans Kalex +23.595  
16 B BENDSNEYDER RW NTS +27.307  
17 J DIXON Angel Nieto KTM +30.304  
18 J ROBERTS American KTM +33.806  
19 J RAFFIN Intact Kalex +36.962  
20 P OETTL Red Bull KTM Ajo +43.682  
21 D PRATAMA Team Tady Kalex +45.143  
22 A NORRODIM SIC Kalex +59.459  
23 X CARDELUS Angel Nieto KTM +1:14.661  
  M PASINI Tasca Kalex NC  
  M BEZZECCHI Tech3 KTM NC  
  R GARDNER SAG Kalex NC  
  I LECUONA American KTM NC  
  X VIERGE Marc VDS Kalex NC  
  S LOWES Gresini Kalex NC  
  N BULEGA VR46 Kalex NC  
  L TULOVIC Kiefer KTM NC  
  T NAGASHIMA SAG Kalex NC  
         
VMR J MARTÍN Red Bull KTM Ajo 1:50.834 155.9 km/h
REC F MORBIDELLI Marc VDS Kalex 1:50.788 156.0 km/h
MV J ZARCO Ajo KTM 1:49.961 157.1 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 23ºC | pista: 30ºC

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube