Márquez admite perder 100% na Alemanha por pontos: “É o jeito de vencer um campeonato”

Invicto em Sachsenring desde as 125cc, Marc Márquez admitiu perder o aproveitamento de 100% para focar em pontuar neste fim de semana. O #93 avaliou que a consistência é o caminho para o título

Marc Márquez é mesmo um piloto diferente daquele que estreou na MotoGP em 2013. Invicto em Sachsenring desde os tempos das 125cc, o #93 admitiu perder o aproveitamento de 100% no traçado de Chemnitz e prol de um bom punhado de pontos na tabela de classificação.
 
Líder do Mundial, Márquez hoje tem 44 pontos de frente para Andrea Dovizioso, o segundo na tabela, e acredita que é mais importante se manter constantemente no pódio do que partir para o tudo ou nada.
Marc Márquez está alerta à performance dos rivais (Foto: Repsol)
Apesar do bom retrospecto em Sachsenring, Márquez vê a corrida do ano passado como um sinal do avanço da concorrência e, assim, se mantém fiel a filosofia das últimas corridas. Além disso, o revés de Austin também pesa na equação. 
 
“A filosofia que seguimos nos últimos dois anos é que tentamos ser consistentes em todas as pistas”, disse Márquez. “Essa é a forma como estamos trabalhando e já vimos no ano passado que vencemos a corrida, mas o segundo e o terceiro foram para a Yamaha e o quarto, quinto, sexto e sétimo para a Ducati. Isso significa alguma coisa”, ponderou.
 
“Nós sabemos quais são os nossos pontos fortes e sabemos quais são os fracos. Estamos tentando melhorar os fracos. Mas, como aconteceu em Assen, em que nós sofremos todo o fim de semana, mas estávamos lá na corrida até o final, então isso é o mais importante”, apontou. “Vamos ver durante o fim de semana. E os nossos oponentes vão mostrar qual a posição deles e o nível deles. O alvo é tentar trabalhar da melhor maneira e ser competitivo desde o início. Aí veremos no domingo. Claro, tenho a experiência de Austin, onde todo mundo esperava uma vitória, mas que, até agora, foi o pior fim de semana da primeira parte da temporada”, recordou.
 
Assim, Márquez confirmou que vai se manter fiel a estratégia de focar no campeonato ao invés de arriscar tudo para vencer e manter seu histórico impecável em Sachsenring.
 
“Nosso ponto chave e o mais importante é a consistência e ter a moto e o acerto funcionando mais ou menos bem em todos os circuitos”, avaliou. “Essa é a maneira de vencer um campeonato”, sublinhou.
 
“Para mim, em todas as condições, em todos os fins de semana e com todos os diferentes layouts, nós precisamos ser rápidos o bastante para estar no pódio. Nós estamos trabalhando pata isso e isso significa que nossos pontos fracos são um pouco mais fortes, mas nossos pontos fortes são um pouco menos”, concluiu.
 

O GP da Alemanha de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube