MotoGP
06/08/2018 13:52

Márquez aparece no fim, bate tempo de Pedrosa e coloca Honda no topo em teste coletivo na Tchéquia

Marc Márquez mostrou que ainda restou um pouco de velocidade do final de semana. Nesta segunda-feira (6), o piloto apareceu nos minutos finais do teste coletivo na Tchéquia, anotou 1min55s209 e liderou o ensaio que aconteceu em Brno
Warm Up / NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
 Marc Márquez (Foto: Michelin)
A passagem da MotoGP pela Tchéquia terminou apenas nesta segunda-feira (6). Após a corrida do domingo, a classe rainha do Mundial de Motovelocidade realizou um teste coletivo no circuito Masaryk, com Marc Márquez ponteando a tabela de tempos.
 
O ensaio em Brno teve a duração de oito horas e foi liderado na maior parte do tempo pela dupla da Ducati. Jorge Lorenzo foi o primeiro a pontear com a marca de 1min55s609, com Andrea Dovizioso tomando a primeira colocação após duas horas sendo 0s092 mais veloz.
 
O italiano sustentou a marca mais veloz por quase três horas, que foi quando o #93 da Honda superou todos os pilotos. Entretanto, sua liderança não se estenderia por muito, pois Dani Pedrosa o jogaria para baixo com menos de duas horas para zerar o relógio.
Marc Márquez (Foto: Repsol)
Mas então, nos minutos finais da sessão o atual líder da classificação tratou de anotar 1min55s209 para terminar o teste na frente. Johann Zarco também apareceu no fim para fechar o dia como o segundo melhor. O #26 ficou em terceiro.
 
A Ducati usou o ensaio na Tchéquia para testar as novas carenagens e para colher dados para comparação. Então, Dovizioso fechou na quarta colocação, com Lorenzo completando o rol dos cinco mais velozes.
 
Com um novo garfo dianteiro em sua LCR, Cal Crutchlow foi o sexto, com Valentino Rossi fechando no sétimo posto. O italiano foi o único piloto de fábrica da Yamaha, já que Maverick Viñales não tomou parte no treino por sentir dores decorrentes do acidente que sofreu no domingo.
 
Danilo Petrucci apareceu com o oitavo tempo, enquanto Álex Rins, que trabalhou com a eletrônica na parte da manhã e teste do chassi de 2019 na parte da tarde, foi o nono. Hafizh Syahrin apareceu em décimo, com o top-10 separado por 0s777.
 
Andrea Iannone, Aleix Espargaró, Bradley Smith, Takaaki Nakagami, Franco Morbidelli, Scott Redding, Jack Miller, Thom Lüthi, Sylvain Guintoli, que tinha duas costelas quebradas, e Hiroshi Aoyama, substituindo Stefan Bradl, completaram a lista de pilotos.
 
As equipes satélite da Ducati Ángel Nieto e Avinta não fizeram parte do teste.

MotoGP, Tchéquia, teste coletivo:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:55.209  
2 J ZARCO Tech3 Yamaha 1:55.342 +0.133
3 D PEDROSA Honda 1:55.399 +0.190
4 A DOVIZIOSO Ducati 1:55.517 +0.308
5 J LORENZO Ducati 1:55.609 +0.400
6 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:55.771 +0.562
7 V ROSSI Yamaha 1:55.918 +0.709
8 D PETRUCCI Pramac Ducati 1:55.939 +0.730
9 A RINS Suzuki 1:55.986 +0.777
10 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 1:56.032 +0.823
11 A IANNONE Suzuki 1:56.111 +0.902
12 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:56.366 +1.157
13 B SMITH KTM 1:56.566 +1.357
14 T NAKAGAMI LCR Honda 1:56.622 +1.413
15 F MORBDELLI Marc VDS Honda 1:56.697 +1.488
16 S REDDING Aprilia Gresini 1:56.855 +1.646
17 J MILLER Pramac Ducati 1:56.885 +1.676
18 T LÜTHI Marc VDS Honda 1:57.034 +1.825
19 S GUINTOLI Suzuki 1:57.843 +2.634
20 H AOYAMA Honda 1:59.334 +4.125