Márquez celebra chegada de Álex, mas admite: “Gostaria que fosse em outra equipe”

Marc Márquez comemorou a chegada de seu irmão Álex à Honda. Entretanto, mesmo dizendo ser um sonho que se torna realidade, admitiu que esperava ver o campeão da Moto2 em outra equipe por conta da grande pressão que vai sofrer

Álex Márquez é o novo companheiro de Marc na Honda na temporada 2020. Apesar de comemorar a chegada de seu irmão no time, o hexacampeão reconheceu que o #73 vai sofrer muita pressão.
 
Jorge Lorenzo anunciou no final de semana que o GP da Comunidade Valenciana seria seu último na MotoGP. Com sua aposentadoria, a equipe começou a correr atrás de um substituto para o tricampeão.
 
Após rumores ganharem espaço no Mundial de Motovelocidade, a confirmação veio na tarde da segunda-feira. O #93 destacou o fato, dizendo ser um sonho que se tornou realidade, mas não deixou de apontar todas as dificuldades que o campeão da Moto2 vai encarar.
 
“É claro que é um sonho que se torna realidade para nossa família. Por um lado estou orgulhoso e é incrível, mas por outro, sendo sincero, preferia meu irmão em outro box porque vai ter muita pressão. As pessoas são assim e te comparam com seu companheiro”, disse.
Álex Márquez faz estreia com a Honda (Foto: Reprodução)

“Meu próximo companheiro de equipe vai ser o campeão da Moto2 e sim, é meu irmão. É claro que estou feliz e orgulhoso dele. Mas vai ser outro rival. Em Valência aconteceu uma situação inesperada, nem a Honda esperava a aposentadoria de Lorenzo e o campeão da Moto2 se tornou uma das opções para substituí-lo”, seguiu.
 

“Não pressionei nada, nem a Honda e nem meu irmão, zero. Ele tinha que sentir. Honda simplesmente me perguntou e é claro que não poderia dizer não a meu irmão. Espero que lide bem com a pressão, que vai ser enorme para meu irmão, mas tem que entender duas coisas: que é sua primeira temporada na MotoGP e que é o campeão da Moto2”, emendou.
 
“No final, muitos pilotos não querem vir para a Honda porque sabem que seu companheiro vai brigar pela vitória todos os finais de semana. Mas ele está convencido e eu o respeito. É sua carreira. Quando a Honda te procura não pode dizer não. Tem que tentar aproveitar a oportunidade, dar 100% para mostrar seu talento”, concluiu.
 
Álex fez sua estreia com a Honda já nesta terça-feira. O espanhol está participando dos testes coletivos da MotoGP com a RC213V de Cal Crutchlow e no início das atividades já sofreu uma queda quando encerrava seu oitavo giro. Marc também caiu algum tempo depois.
 
Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube