Márquez destrói marca de Rossi no fim e crava pole para GP da Grã-Bretanha

Marc Márquez aproveitou sua última volta para cravar 1min58s168 e assegurar a pole-position para o GP da Grã-Bretanha. 0s428 mais lento, Valentino Rossi ficou com o segundo posto, com Jack Miller fechando a primeira fila

Marc Márquez conseguiu mais uma vez. Apesar da força demonstrada pela Yamaha, o #93 levou a melhor neste sábado (24) e cravou a 60ª pole-position em 120 GPs na MotoGP ao registrar 1min58s168 na última de suas sete voltas.
 
Com 1min58s612, Fabio Quartararo liderou o Q2 da primeira volta rápida até a bandeirada, mas, já com o cronômetro travado, viu Valentino Rossi destruir sua marca por 0s016. O italiano, porém, vinha seguido por Márquez na pista, que passou 0s428 para ficar com a posição de honra em Silverstone. Ainda assim, é a primeira vez do piloto de Tavullia no top-3 do grid desde o GP das Américas.
 
Agora garantido na Pramac em 2020, Jack Miller foi o líder da Ducati no traçado inglês e assegurou o terceiro posto, só 0s006 atrás de Valentino.
Marc Márquez (Foto: Honda)
Protagonista de todo o fim de semana, Quartararo teve problemas com a moto titular em meados do Q2 e, com a reserva, não conseguiu melhorar. Assim, o #20 sai em quarto, à frente de Álex Rins e Maverick Viñales.
 
0s594 mais lento que Márquez, Andrea Dovizioso abre a terceira fila, escoltado por Franco Morbidelli, Cal Crutchlow e Takaaki Nakagami.
 
Com 1min59s549 na melhor de suas seis voltas no Q1, Pol Espargaró foi eliminado por 0s359 e vai largar em 13º, à frente de Johann Zarco, que foi 0s099 mais lento. Miguel Oliveira completa a fila dominada pela KTM.
 
Voltando de lesão, Jorge Lorenzo virou apenas em 2min01s562 e, assim, vai larga em 11º, à frente apenas de Karel Abraham. 
 

O GP da Grã-Bretanha de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Márquez voa para liderar TL4 da MotoGP em Silverstone

Depois da classificação da Moto3, era a vez da MotoGP sair para o traçado para o quarto treino livre. Com o tempo firme, a temperatura era 28ºC, com o asfalto chegando a 40ºC. O vento soprava a 10 km/h.
 

Os 30 minutos antes da tomada de tempos começaram a correr em Silverstone. Após os giros de instalação, Rins era quem ponteava a sessão com 2min00s693. Quartararo vinha na sequência, seguido por Dovizioso logo atrás.
 
Quase dez minutos completados na Inglaterra e a ordem na pista era Quartararo, Rins, Crutchlow, Pol Espargaró, Márquez, Dovizioso, Bagnaia, Nakagami, Morbidelli e Rossi completando o top-10.
 
Entre os três ponteiros – Marc, Fabio e Andrea, todos optaram por pneus duros dianteiros, com os dois primeiros optando por borracha média traseira, enquanto o terceiro também foi de composto mais duro.
 
Metade do treino estava completado e parte do pelotão tinha se dirigido para os boxes. Márquez seguia na ponta, com Rins em segundo. Quartararo, Dovizioso e Viñales completavam o top-5.
Com cinco minutos para a bandeira quadriculada, a ordem seguia quase inalterada na tabela de tempos. Márquez ponteava, com Rins, Viñales, Quartararo, Dovizioso, Rossi, Crutchlow, Morbidelli, Oliveira e Nakagami comletando o top-10.
 
Bandeira quadriculada em Silverstone, o #93 da Honda terminou a sessão na dianteira com uma vantagem de 0s491 para o francês da SIC. Rins, Viñales e Rossi completaram o rol dos cinco primeiros.

Com o ensaio encerrado, Dovizioso ainda enfrentou um golpe de má sorte com sua moto. O italiano acabou vendo a Desmosedici parar na pista, instantes antes de ter que passar pelo Q1 da classificação.

Não demorou e a primeira fase da tomada de tempos começou no traçado inglês. Os 15 minutos começaram a rodar no cronômetro, com os pilotos rapidamente deixando os boxes de suas equipes.
 
Rins, Oliveira, Pol Espargaró, Rabat, Dovizioso, Zarco, Bagnaia, Iannone, Guintoli, Syahrin, Abraham e Lorenzo eram os nomes que teriam que brigar pelas duas últimas vagas que levavam ao Q2.
 
Então, após cinco minutos completados, Rins surgia no topo da tabela anotando 1min59s436. Quem vinha logo atrás do espanhol da Suzuki era Pol Espargaró, 0s296 mais lento que o ponteiro.
Pouco depois, Dovizioso tratou de jogar o titular da KTM para fora, garantindo uma das vagas. Com pouco mais de seis minutos para o encerramento, os pilotos começavam a ir para os boxes.
 
Já era a reta final e então a ponta acabou passando para as mãos do #4 da Ducati, que cravou 1min58s944 e superou o tempo de Álex em 0s246. Ainda era a dupla quem avançava para a fase final da classificação.
 
Atrás da dupla vinham Pol, com Zarco, Oliveira, Rabat, Iannone, Bagnaia, Syahrin, Guintoli, Lorenzo e Abraham fechando a lista de pilotos. 
Dovizioso e Rins então se juntaram a Quartararo, Rossi, Márquez, Miller, Petrucci, Crutchlow, Viñales, Morbidelli, Nakagami e Aleix Espargaró para brigar pela pole-position em Silverstone.

Márquez bate Rossi e leva pole em Silverstone
 

Quartararo optou por pneu médio dianteiro e macio traseiro, enquanto tanto Rossi quanto Márquez foram nas opções duro e macio. Já Dovizioso escolheu o composto duro dianteiro e médio traseiro.
 
O primeiro a ficar com a primeira colocação foi Valentino. Entretanto, o titular da Yamaha logo foi superado pelo pentacampeão da Honda, que anotou 1min58s667. Mas assim como todo o final de semana, Fabio tratou de bater os adversários e assumir a pole provisória por um respiro de 0s055.
Faltavam pouco menos de oito minutos para acabar as atividades e a ordem na tabela era Quartararo, Márquez, Miller, Viñales, Crutchlow, Morbidelli, Dovizioso, Petrucci, Rins, Aleix, Rossi e Nakagami. Os pilotos se dirigiam aos boxes.
 
Quando os pilotos voltaram para a pista, todos optaram pelos pneus macios traseiros, enquanto Quartararo foi de macio dianteiro, enquanto Miller, Viñales e Morbidelli foram de médio. Todo o restante escolheu o dianteiro mais duro.
 
Ao sair de seu box, o francês da SIC acabou trocando de moto, o que poderia afetar sua busca por mais uma pole-position na temporada.
Enquanto isso, Crutchlow protagonizava a primeira queda do Q2. O inglês, que estava na quinta colocação, acabou indo para o chão e vendo sua chance de melhorar a marca ir para o chão junto.
Faltavam apenas alguns segundos no cronômetro e as coisas estavam bastante animadas na briga pela pole do GP da Grã-Bretanha. O tempo a ser batido era 1min58s612 sustentado por Quartararo. Márquez e Rins fechavam a primeira fila.
 
Na bandeira quadriculada, então, Márquez tirou o coelho da cartola e, com 1min58s168, ficou com a pole em Silverstone. Quem sai da segunda colocação é Rossi, que conseguiu sua primeira fila desde o GP das Américas. Miller fecha o top-3.
 
Se Quartararo sustentava o recorde de melhor volta da pista inglesa, o pentacampeão da Honda acabou estraçalhando a marca do francês com a sua volta da posição de honra do grid.
 
Fabio, Rins, Viñales, Dovizioso, Morbidelli, Crutchlow, Nakagami, Petrucci e Aleix Espargaró completam a grelha de largada do GP da Grã-Bretanha.

Previsão do tempo para Silverstone
GP da Grã-Bretanha Silverstone

!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);

MotoGP 2019, GP da Grã-Bretanha, Silverstone, Grid de largada:

 

1 M MÁRQUEZ Honda 1:58.168  
2 V ROSSI Yamaha 1:58.596 +0.428
3 J MILLER Pramac Ducati 1:58.602 +0.434
4 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:58.612 +0.444
5 A RINS Suzuki 1:58.670 +0.502
6 M VIÑALES Yamaha 1:58.762 +0.594
7 A DOVIZIOSO Ducati 1:58.762 +0.594
8 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:59.096 +0.928
9 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:59.243 +1.075
10 T NAKAGAMI LCR Honda 1:59.427 +1.259
11 D PETRUCCI Ducati 1:59.487 +1.319
12 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:59.620 +1.452
13 P ESPARGARÓ KTM 1:59.549 +1.381
14 J ZARCO KTM 1:59.648 +1.480
15 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:59.758 +1.590
16 T RABAT Avintia Ducati 1:59.916 +1.748
17 A IANNONE Aprilia Gresini 2:00.240 +2.072
18 F BAGNAIA Pramac Ducati 2:00.362 +2.194
19 S GUINTOLI Suzuki 2:00.660 +2.492
20 H SYAHRIN Tech3 KTM 2:00.700 +2.532
21 J LORENZO Honda 2:01.562 +3.394
22 K ABRAHAM Avintia Ducati 2:04.845 +6.677
         
MV M MÁRQUEZ Honda 2:01.560 174.7  km/h
REC M MÁRQUEZ Honda 1:58.168 179.7 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 28ºC | pista: 42ºC

#GALERIA(9874)
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube